Saiba quem é o humorista que viralizou no aeroporto de Lisboa e agora sonha com o 'BBB'

O comediante e empresário Abdiás Melo partiu para compromissos profissionais na França e na Alemanha no dia 1 de junho, com passagem de volta marcada para dia 30, num voo Lisboa-Recife. Greves em aeroportos e falta de pessoal em companhias aéreas de toda a Europa bagunçaram os planos do pernambucano, que se viu "preso" na capital portuguesa, com sucessivas remarcações da empresa TAP. Tudo parecia ir de mal a pior até que, no último sábado, apareceu uma jornalista portuguesa da emissora RTP no saguão do aeroporto Humberto Delgado e quis entrevistá-lo sobre a situação caótica. Abdiás soltou o verbo: disse que estava "fedendo", com a mesma cueca há seis dias. "Eu só consigo fazer cocô em casa. Eu tô preso, sem fazer cocô".

A franqueza do brasileiro "preso" em Portugal viralizou, e a situação começou a melhorar. Ele virou o personagem do fim de semana e, no domingo, conseguiu embarcar para o Brasil.

— Quando fui entrevistado pela TV portuguesa, não sabia que estava ao vivo e contei a verdade, o que estava sentindo naquela hora - diz Abdiás, que colocou o acento agudo no nome por sugestão de um numerólogo, há dois meses — Pensei (na hora da confusão do voo): "me ferrei com essa porra desse acento". Ia até mandar mensagem para ele para esculhambar (risos).

Agora, o novo nome parece estar dando certo: Abdiás já deu diversas entrevistas e diz ter falado com "uns cinco ou seis" jornalistas portugueses, que querem que ele volte ao país para participar de programas de entretenimento.

— Eles gostaram da minha espontaneidade — diz o comediante.

Aqui no Brasil, o jeito descontraído e autêntico do pernambucano já é conhecido por, pelo menos, 1.2 milhão de seguidores no Instagram e 700 mil no TikTok- que já acompanhavam nas redes dele o perrengue em Lisboa antes mesmo de ele aparecer na TV portuguesa. Ele ficou famoso por empresariar o humorista Ni Do Badoque, que sempre fazia pegadinhas com Abdiás. Muitas dessas "trolagens" viralizaram e colocaram Abdiás nos holofotes e ele também acabou seguindo a carreira artística. Hoje, inclusive, faz parte da turma do humorista Carlinhos Maia.

— Nunca fiz questão de aparecer, mas as trolagens rodaram o mundo. Meus vídeos até já passaram na MTV americana — diz o brasileiro, antes de listar seus maiores sonhos. - Primeiro: fazer um filme de comédia. Segundo: entrar no "BBB" (Big Brother Brasil). Sou muito sincero e verdadeiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos