Saiba quem é Paulo Pimenta, que vai comandar a secretaria de Comunicação

Deputado federal pelo PT do Rio Grande do Sul desde 2003, Paulo Pimenta foi anunciado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quinta-feira para comandar a Secretaria de Comunicação (Secom) da Presidência. Pimenta é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Maria e teve a presidente do PT, Gleisi Hoffmann com a principal fiadora de sua candidatura à Secom.

Lula define escalação final de seus 37 ministérios; veja quem são

Posse de Lula: entrada na Praça dos Três Poderes será limitada a 30 mil pessoas; manifestações adversas não serão permitidas

O novo secretário de comunicação tem posições críticas à imprensa. Em discurso na Câmara em novembro, Paulo Pimenta criticou o governo de Jair Bolsonaro e afirmou que a imprensa era cúmplice do presidente.

— A imprensa brasileira é cúmplice deste desgoverno que é repleto de omissões, fake-news e ataques, deste cenário perverso e covarde instituído por Bolsonaro — disse.

Paulo Pimenta foi líder do PT na Câmara de 2018 a 2020. Durante sua atuação parlamentar, uma das iniciativas do deputado foi a apresentação de uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) para restabelecer a exigência de diploma de jornalista para exercer a profissão. A obrigatoriedade do diploma de jornalista foi derrubada por uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Na época, o deputado argumentou que era preciso formação técnica para exercer a profissão.

— Evidentemente que o diploma, por si só, não evita a ocorrência de abusos. Contudo, mais certo é que a ausência de formação técnica e noções de ética profissionais potencializam enormemente a possibilidade de os abusos ocorrerem — disse em entrevista à agência Câmara.

Deputado mais votado do PT do Rio Grande do Sul nas últimas quatro eleições, Paulo Pimenta coordenou a campanha do presidente Lula no estado. Pimenta é considerado da ala mais à esquerda do partido.