Saiba quem é Elon Musk, novo dono do Twitter

·3 min de leitura
Saiba quem é Elon Musk, novo dono do Twitter
Saiba quem é Elon Musk, novo dono do Twitter
  • Elon Musk, o homem mais rico do mundo, investirá U$S 44 bilhões (cerca de R$ 214 bilhões) na aquisição;

  • Em 2021, Musk foi eleito a "Personalidade do Ano" pela revista "Time";

  • Empresário é dono de companhias ao redor do mundo e quer colonizar Marte.

O bilionário Elon Musk confirmou na tarde desta segunda-feira (25) a compra do Twitter. O homem mais rico do mundo investirá U$S 44 bilhões (cerca de R$ 214 bilhões) na aquisição.

Elon Musk nasceu em Petrória, na África do Sul, e se mudou para o Canadá prestes a fazer 18 anos. Ele é bacharel em física e economia e se naturalizou americano. Em 2021, Musk foi eleito a "Personalidade do Ano" pela revista "Time". Também é conhecido pela empresa de exploração espacial SpaceX e a fabricante de carros elétricos Tesla.

Musk criou em 2016 a empresa Neuralink com o objetivo de desenvolver chips que possam ser implantados no cérebro das pessoas. Um dos objetivos da empreitada é potencializar aplicações médicas para pessoas com lesões graves.

O empresário tornou-se a pessoa mais rica do mundo em 2022, de acordo com o ranking anual de bilionários da revista norte-americana Forbes. Musk teria uma fortuna estimada em US$ 219 bilhões (R$ 1 trilhão).

Em outras contas, o valor representa um ganho de US$ 186,3 milhões, cerca de R$ 877 milhões, por dia; ou US$ 7,76 milhões, o equivalente a R$ 36,5 milhões, por hora; US$ 129,8 mil, em torno de R$ 609 mil, por minuto; ou US$ 2.156, cerca de R$ 10.152, por segundo.

É a primeira vez que o sul-africano aparece em primeiro lugar na lista da publicação; em 2020, estava em 31º lugar, e no ano passado, em segundo. Musk ganhou US$ 68 bilhões (R$ 313 bilhões) em um ano, após salto de 33% nas ações da Tesla. A avaliação não levou em conta a negociação em que ele se tornou dono das ações do Twitter.

Na lista de propostas polêmicas de Elon Musk, colonizar o planeta Marte não poderia ficar de fora. Esse é provavelmente um dos projetos mais famosos do empresário, seja por questões éticas ou por ser, até mesmo para Musk, uma empreitada praticamente impensável sob o ponto de vista financeiro. Contrariando as expectativas da NASA, o bilionário prevê enviar humanos a Marte até 2026, sete anos antes do estipulado pela agência espacial norte-americana.

Em seu Twitter, ele explicou como pretende fazer isso: construir cem aeronaves por ano para enviar cem mil pessoas para o planeta sempre que as órbitas da Terra e Marte estiverem alinhadas.

Republicano declarado, Elon Musk alfinetou o atual presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, ao ser questionado sobre o motivo do político não ter parabenizado a equipe da primeira missão espacial civil da humanidade, realizada pela SpaceX. "Ele ainda está dormindo", tweetou o CEO da Tesla em 2021.

Musk é um usuário ativo do Twitter e tem mais de 80 milhões de seguidores na rede social. Ele chegou a afirmar que "estaria pensando seriamente" em criar uma nova rede social. O bilionário criticou a plataforma onde escreveu o comentário, alegando que esta não permitiria a liberdade de expressão.

A compra do Twitter

Depois de semanas de negociações, acusações e outras coisas do gênero, o Conselho do Twitter aceitou a oferta de Elon Musk para comprar a rede social. O bilionário, dono da Tesla e SpaceX, ofereceu US$ 54,20 por ação, segundo fontes de Reuters e Bloomberg.

O negócio de quase US$ 44 bilhões (R$ 214 bi) recebeu o aval da diretoria do Twitter. O valor de mercado atual do Twitter está na casa dos US$ 37 bilhões (cerca de R$ 174 bilhões).

Em comunicado, Musk falou: “A liberdade de expressão é a base de uma democracia em funcionamento, e o Twitter é a praça da cidade digital onde são debatidos assuntos vitais para o futuro da humanidade.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos