Morre Rita de Cássia aos 49 anos; saiba quem foi a cantora

Morta nesta terça-feira, aos 49 anos, vítima de uma fibrose pulmonar, a compositora Rita de Cássia era uma das mais importantes do forró brasileiro. Natural de Alto Santo, no Ceará, ela foi autora de mais de 500 composições. Entre sucessos estão "Meu Vaqueiro, Meu Peão" e "Saga de um Vaqueiro", gravadas pela banda Mastruz com Leite. Já "Jeito de Amar" ganhou fama com a Aviões do Forró.

Mais do que três carros: Veículo que esmagou perna de Jeremy Renner pesa 6 toneladas

De até 5.000 anos: Polícia da Espanha recupera centenas de artefatos arqueológicos

Quem foi Rita de Cássia?

Rita se destacou como compositora muito cedo. Ela ficou nacionalmente conhecida quando bandas forró começaram a gravar suas músicas. Em 1992, teve sua primeira composição gravada pela cantora Eliane: "Brilho da Lua" foi a música mais tocada em Fortaleza naquele ano.

Logo em seguida, a Mastruz com Leite, que já começava a fazer sucesso no Ceará, gravou "Sonho Real". Mas foi em 1993 que Rita compôs um de seus maiores sucessos para a banda. "Meu Vaqueiro, Meu Peão" explodiu em todo o Brasil. Na ocasião, a compositora ganhou um diploma de "Destaque de Melhor Compositora do Ceará em 1993".

No ano seguinte, Rita ocupou a oitava posição entre os melhores compositores do país e ganhou o prêmio "Destaque da Região do Vale do Jaguaribe". Em 1995, foi gravado o CD "Rita de Cássia, Redondo e Banda Sou do Norte". No mesmo ano, a compositora foi parabenizada pelo Ecad por ter ocupado a primeira posição em execução no Brasil com a Som Zoom Stúdio — conglomerado com atividade concentrada em empresas de entretenimento.

Sete anos depois, mais uma composição ganhou os holofotes: "Jeito de Amar (Já Tomei Porres por Você)" virou sucesso com a Aviões do Forró. Em 2010 Rita recebeu, na Festa de São João de Campina Grande, na Paraíba — considerada a maior do mundo —, o título de Maior Compositora de Forró do Brasil. Já "Saga de um Vaqueiro" foi agraciada como Melhor Música da Década. Além das composições, Rita gravou ainda oito CDs e um DVD com o irmão Redondo e a Banda Som do Norte.

Rita de Cássia morre aos 49 anos

Rita foi internada nesta terça-feira em um hospital particular em Fortaleza e morreu horas depois. Quatro dias antes a compositora havia compartilhado um vídeo em seu perfil no Instagram em que disse: "Feliz ano novo, meus amores". O corpo dela será levado para Alto Santo, onde será velado e sepultado.

Vários artistas usaram seus perfis em redes sociais para lamentar a morte de Rita. A atriz e cantora Lucy Alves disse que a compositora "vai deixar muita saudade para todos nós": "Uma inspiração, uma referência feminina". Xand Avião também se pronunciou, citando versos da canção "Pedaço de Solidão": "Quando chega a noite / Vento bate no meu rosto / Saudade vem! Minha poetisa Rita de Cássia, o forró está de luto. Você será eterna em nossos corações".

A Mastruz com Leite, que gravou ao todo seis sucessos da compositora, também fez sua homenagem: "Suas palavras, suas músicas, sua voz doce, seu sorriso aberto. Tudo isso faz parte da nossa história e serão lembrados por nós todos os dias. Obrigado por tanto, obrigado por tudo. Seu legado será eterno, Rita de Cássia".

O governador do Ceará, Elmano de Freitas (PT) lamentou a morte. "O Ceará e o Brasil se despedem hoje da cantora e compositora cearense Rita de Cássia, uma das maiores referências de nosso forró. (...) Que Deus conforte o coração de familiares, amigo e fãs por todo o país", escreveu ele, que citou alguns dos sucessos da compositora.