Salão de festas e casa noturna poderão funcionar como bar ou restaurante em SP

REGIANE SOARES
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Prefeitura de São Paulo liberou salões de festas e de bailes, casas de música, boates, discotecas ou danceterias a funcionarem como bares ou restaurantes durante a quarentena imposta pela pandemia do novo coronavírus. O decreto do prefeito Bruno Covas (PSDB) estendendo o alvará de funcionamento desses estabelecimentos foi publicado nesta sexta-feira (4) no Diário Oficial do Município. Segundo o decreto, os salões de festas e similares poderão servir refeições com consumo no local enquanto sua atividade principal estiver com atendimento presencial ao público fica suspensa para evitar a contaminação pela Covid-19. Porém, para funcionarem como bar ou restaurante, os salões de festas deverão cumprir as mesmas regras do protocolo sanitário criadas para esses espaços. Eles deverão limitar a ocupação, abrir em horário reduzido, manter o distanciamento social entre as mesas, além da obrigatoriedade do uso de máscara, disponibilidade de álcool em gel, medição de temperatura dos clientes. Bares e restaurantes só podem funcionar por oito horas na cidade de São Paulo e abrir até às 22h. O uso de brinquedos infantis e as atividades coletivas continuam proibidos nos bufês. Durante entrevista coletiva nesta sexta-feira, o prefeito disse que espaços culturais, como teatros e cinemas, continuam fechados. A previsão é que eles reabram na fase verde do Plano São Paulo, o que deve acontecer entre os dias 20 de setembro e 10 de outubro, segundo Covas.