Salim Mattar: Ser servidor público é uma honra

Geralda Doca

BRASÍLIA - Depois de o ministro da Economia, Paulo Guedes, ter comparado servidor a parasita, na semana passada, o secretário especial de Desestatização e Desinvestimento, Salim Mattar, afirmou que "ser servidor público é uma honra". Sem se referir à fala de Guedes, ele destacou que está na condição de servidor público. Segundo ele, na Alemanha, a categoria tem uma elevada reputação.

- Estamos aqui para servir. Esse é o nosso propósito (...) quando prestamos o concurso público, fomos selecionados dentre outros e naquele momento, somos os melhores - disse o secretário durante a abertura do "1º Encontro de Superintendentes da União".

O secretário observou que servidores públicos devem prestar um bom serviço à população.

Falando para gestores do patrimônio da União, formado por 750 mil imóveis, ele disse que a prioridade do governo é regularizar esses imóveis e depois vendê-los ao setor privado. Ele disse que quase 50 mil não estão regularizados.

Nesta segunda-feira, o ministro Paulo Guedes se desculpou pela declaração.