Salles para ministro Ramos: “Chega de postura de #mariafofoca”

Ana Paula Ramos
·2 minuto de leitura
Brazil's Environment Minister Ricardo Salles speaks during a session of the Environment and Sustainable Development Committee of the Chamber of Deputies in Brasilia, Brazil October 9, 2019. REUTERS/Adriano Machado
Brazil's Environment Minister Ricardo Salles speaks during a session of the Environment and Sustainable Development Committee of the Chamber of Deputies in Brasilia, Brazil October 9, 2019. REUTERS/Adriano Machado

O clima entre os ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e de Governo, Luiz Eduardo Ramos, esquentou nesta sexta-feira (23), por meio das redes sociais.

Salles escreveu uma mensagem no Twitter pedindo que o ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República deixe de lado a postura de “Maria Fofoca”. E recebeu apoio de governistas.

Leia também

O ataque ocorreu depois de uma nota em coluna do jornal O Globo dizer que Salles estava “esticando a corda com a ala militar do governo” e “testando a blindagem” com o presidente Jair Bolsonaro ao mandar suspender as ações de combate a incêndios por falta de recursos.

Ontem, o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente) deu ordem para todos os brigadistas que estavam em campo - incluindo Amazônia e Pantanal - retornarem as suas bases, alegando falta de recursos.

O texto da colunista Bela Megale, no entanto, não cita Ramos. Mas Salles entendeu que a fonte da informação teria sido o general, cujo gabinete fica no Palácio do Planalto.

Salles marcou o perfil de Luiz Eduardo Ramos no Twitter e escreveu: “não estiquei a corda com ninguém. Tenho enorme respeito e apreço pela instituição militar. Atuo da forma que entendo correto. Chega dessa postura de #mariafofoca”.

Salles ainda retuitou mensagens de seguidores. Uma postagem dizia que “Ramos está fazendo vazamentos para a Globo para derrubar o Salles, e não é a primeira vez que isso ocorre” e que não é preciso a “criação de mais narrativas”.

O deputado e filho do presidente, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), foi um dos que publicaram a favor do chefe do Meio Ambiente: “Força, ministro. O Brasil está contigo e apoiando seu trabalho”.

Também se manifestaram a favor dele o secretário de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif, as deputadas Bia Kicis (PSL-DF) e Carla Zambelli (PSL-SP) e Vicente Santini, assessor especial de Salles.