Samba Independente dos Bons Costumes fecha com chave de ouro o Rio Gastronomia

·1 min de leitura

O Samba Independente dos Bons Costumes conquistou o público no último show do Rio Gastronomia, na noite deste domingo (19). Com repertório que foi do partido alto ao pagode, o grupo apresentou muito batuque, sem sair do tom.

Com voz grave e marcante, o vocalista Vandro puxou clássicos como "Identidade" de Jorge Aragão, "Quando a gira girou", de Zeca Pagodinho e "O show tem que continuar", do grupo Fundo de Quintal, transformando o gramado do Pião do Prado em uma grande e eclética roda de samba.

— Queria pedir licença agora para cantar uma música autoral. E não deixem de seguir a gente nas redes sociais — lembrou, antes de entoar "Flor amarela".

Convidado especial, o cantor El Pavuna chegou chegando com "Sorriso aberto" de Jovelina Pérola Negra e levou a plateia com "Samba de Arerê" de Beth Carvalho.

Sinta o sabor desta imagem: Tomás Rangel ensina truques para cliques incríveis de comidaE não poderia faltar um pagodinho no show do SIBC, a exemplo dos sucessos "Trilha do amor", "Deixa acontecer" e "Tá escrito", todas do grupo Revelação. Ainda teve espaço para canções românticas no revival dos anos 1990.

O show acabou com deixando um gostinho de quero mais. Ainda bem que só faltam doze dias para 2022.

O Rio Gastronomia é realizado pelo jornal O GLOBO, com apresentação do Senac RJ, cidade-anfitriã Invest.Rio | Prefeitura RJ, patrocínio master do Santander, patrocínio de Stella Artois, Naturgy, Coca-Cola e Sebrae, apoio de Secretaria de Turismo Governo do Estado do Rio de Janeiro, Gosto da Amazônia, Aspen Pharma, Amázzoni Gin, Água Pouso Alto, Supermercado Zona Sul, Sesc RJ, iFood e Loft, ticketeria oficial Ingresso Certo e parceria de SindRio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos