Sambista Arlindo Cruz deve ir para casa após 15 meses de internação por AVC

1 / 1
Sambista Arlindo Cruz deve ir para casa após 15 meses de internação por AVC

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O sambista Arlindo Cruz deve voltar em breve para casa, onde sua família prepara estrutura e assistência profissional para recebê-lo e dar continuidade ao tratamento.

O compositor está internado há um ano e três meses após ter sofrido um AVC em sua casa, em março de 2017.

A informação foi divulgada nesta segunda-feira pelo site Sambarazzo, e confirmada pela reportagem.

"A família agora está esperando uma previsão oficial dos médicos, mas já pediram para providenciarmos uma equipe de enfermeiros para quando ele for embora", explicou Wesley Cavalcante, seu assessor de imprensa.

Segundo ele, Arlindo está lúcido e entende boa parte do que lhe falam, mas ainda não recuperou a fala.

"Se você diz pra ele fechar o olho ou fazer um sinal com as mãos para confirmar se está te entendendo, ele responde", detalhou Cavalcante.

Enquanto não vem a alta da equipe médica, o compositor segue internado no Hospital Placi, em Botafogo, no Rio de Janeiro, para onde foi transferido há três meses para prosseguir o tratamento e buscar a reabilitação motora.

Um dos nomes mais fortes do samba desde os anos 1980, Arlindo Cruz integrou o grupo Fundo de Quintal, celeiro do samba e do pagode no Rio de Janeiro. Em 2018, o compositor foi homenageado pela escola Império Serrano.

Arlindo é autor de diversos sambas-enredo das escolas Império Serrano, Grande Rio e Vila Isabel, e compôs ou interpretou sucessos do gênero, como "O Show Tem que Continuar", "Camarão que Dorme a Onda Leva" e "Meu Lugar".