Sambista é morto próximo a seu carro no RJ; polícia suspeita de briga de trânsito

Sambista foi encontrado morto perto do próprio carro - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Sambista foi encontrado morto perto do próprio carro - Foto: Reprodução/Redes Sociais
  • Sambista foi morto a tiros próximo ao próprio carro na Zona Norte do Rio de Janeiro

  • Fernando Magarça compôs músicas para Zeca Pagodinho, Alcione, entre outros

  • A polícia suspeita que o rapaz tenha sido baleado após uma briga de trânsito

O sambista e compositor Fernando Alberto da Silva, conhecido como Fernando Magarça, foi morto a tiros na última quarta-feira (3), no Rio de Janeiro.

O corpo do artista foi encontrado próximo ao veículo dele na Avenida Dom João VI, em Santa Cruz, Zona Oeste da capital fluminense, com marcas de bala.

De acordo com informações da Polícia Militar, divulgadas pelo g1, agentes do 27º Batalhão foram responsáveis pela localização de Fernando. O Corpo de Bombeiros foi contatado às 14h15, mas encontrou o rapaz já sem vida.

O sambista tinha 53 anos e atuou como compositor de diversos grandes artistas, como Zeca Pagodinho, Dudu Nobre, Xande de Pilares e Alcione. Ele também era presidente da Sociedade Brasileira de Autores, Compositores e Escritores de Música (SBACEM).

Suspeita de briga de trânsito

A polícia investiga se Fernando foi assassinado após uma briga de trânsito. Isso porque testemunhas contaram que viram a vítima discutindo com um rapaz momentos antes do tiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos