Sampaoli deve seguir Autuori e deixar o Santos em dezembro

Jorge Sampaoli. (Foto: Miguel Schincariol/Getty Images)

Paulo Autuori avisou publicamente que deixa o Santos, em dezembro. O ex-técnico e hoje executivo de futebol ficou irritado com a postura do presidente José Carlos Peres, que pediu o reaproveitamento de Cueva no elenco principal, para tentar negociá-lo. O peruano foi afastado por Autuori em razão de atos de indisciplina, com a concordância de Jorge Sampaoli.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Autuori considerou inaceitável a atitude de Peres e anunciou sua saída. O episódio é mais um entre os inúmeros problemas apresentados fora de campo. Me pergunto como Sampaoli ainda não pediu o boné, com tantas trapalhadas extra-campo.

Leia também:

Na gestão de Peres, ninguém fala bem do presidente. Começou com Gustavo Oliveira, passando por Cuca e Autuori, até chegar no limite da paciência de Sampaoli. Isso sem falar no atrito eleitoral com Orlando Rollo, vice-presidente eleito.

O Santos está praticamente garantido como terceiro lugar do Brasileiro num ambiente onde o vice-presidente retorna ao clube atacando o presidente e se aproveitando da suspensão do mandatário, um jogador manifesta o desejo de dar um soco na cara do colega e o diretor de futebol vai embora com data marcada.

Como pode dar certo? Por isso, Sampaoli merece ser bastante valorizado, lutando pelo vice-campeonato e fazendo uma campanha muito acima do que muita gente esperava. O argentino também deve pular da barca, deixando Peres sozinho, com mais um ano de mandato. Sampaoli será um “peão” no mercado de treinadores, pelo interesse de alguns clubes no seu trabalho.

A única certeza de 2020 é que o Santos vai disputar a Libertadores da América. O resto é um grande ponto de interrogação.

Veja mais de Alexandre Praetzel no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes

Twitter |Flipboard |Facebook |Spotify |iTunes |Playerhunter