Samsung adia lançamento do Galaxy Fold, seu smartphone dobrável

Modelo dobrável da Samsung

Maior fabricante de smartphones do mundo, a Samsung anunciou nesta segunda-feira o adiamento do lançamento de seu novo celular Galaxy Fold, com tela dobrável, após vários especialistas criticarem o aparelho.

A empresa admitiu que o modelo, cujo lançamento estava previsto para esta semana, custando 1.980 dólares, "precisa de mais melhorias".

"Prevemos dar uma data de lançamento na semana que vem", acrescentou a empresa, que prometeu "medidas para reforçar a proteção da tela".

A empresa apresentou este modelo com grande pompa em um evento organizado em San Francisco em fevereiro.

Com este dispositivo, a Samsung deu um duro golpe em seus rivais, especialmente na Apple, tornando-se a primeiro fabricante a lançar um smartphone com uma tela dobrável. Depois, outros fabricantes fizeram o mesmo, como a chinesa Hauwei.

Mas, na semana passada, vários jornalistas especializados e analistas que receberam o Galaxy Fold antes de seu lançamento informaram que a tela estava quebrando.

A Samsung respondeu na quinta-feira passada que iria rever o dispositivo, mas não falou em adiar o lançamento.

Este é um novo duro golpe para a empresa sul-coreana, depois que sua reputação em 2016 foi afetada após a explosão de várias baterias de seu modelo Galaxy Note 7.

A Samsung lançou um modelo de smartphone equipado com tecnologia 5G em fevereiro.

Mas, apesar dessas inovações, o grupo anunciou no início deste mês que espera uma queda de 60% no lucro operacional do primeiro trimestre devido a uma desaceleração na venda de chips de memória.