Samsung deixa crise do Note 7 para trás com encomendas do Galaxy S8 acima do S7

Por Se Young Lee
O celular Galaxy S8, da Samsung é exibido em evento em Seul, na Coreia do Sul 13/04/2017 REUTERS/Kim Hong-Ji

Por Se Young Lee

SEUL (Reuters) - As encomendas antecipadas acumuladas pelo celular Galaxy S8 superaram as registradas pelo modelo anterior, afirmou nesta quinta-feira o diretor da área de dispositivos móveis da Samsung Electronics, indicando que os consumidores não foram afetados pelos casos de fogo registrados no ano passado no modelo Note 7.

A demanda inicial pelo S8 representa uma boa notícia para uma companhia que se recupera de um dos piores casos de falha de segurança de produto na história da indústria de tecnologia e foi encerrado com um recall global do produto poucos meses depois do lançamento.

O novo smartphone da Samsung recebeu comentários favoráveis antes do início das vendas na Coreia do Sul, Estados Unidos e Canadá em 21 de abril. Alguns investidores e analistas têm previsto que as vendas da companhia no primeiro trimestre vão bater recorde.

"Ainda é um pouco cedo, mas a resposta inicial das encomendas antecipadas que começaram em várias partes do mundo têm sido melhores do que o esperado", disse o diretor de dispositivos móveis da Samsung, Koh Dong-jin, a jornalistas.

Ele afirmou que o S8 será o smartphone Galaxy mais seguro até agora por causa de medidas implementadas pela empresa para evitar falhas de bateria que fizeram com que alguns modelos do Note 7 pegassem fogo espontanemente.

Analistas disseram que as fortes vendas do S8 provavelmente ajudarão a Samsung a ter seu melhor lucro trimestral nos meses de abril a junho. A empresa também é impulsionada por demanda aquecida por chips de memória, área que deve ter receita recorde neste ano, afirmam analistas.