Samsung sinaliza 2º tri mais forte, após maior lucro trimestral desde 2013

SEUL (Reuters) - A Samsung Electronics previu nesta quinta-feira resultados trimestrais mais fortes, após divulgar lucro de primeiro trimestre impulsionado pelos negócios do grupo com chips de memória.

Apesar do primeiro trimestre ter sido um período difícil para a Samsung depois que o executivo de alto escalão Jay Y. Lee se envolveu em um escândalo de corrupção, a maior fabricante mundial de chips de memória, smartphones e televisores conseguiu um resultado que impulsionou expectativas de lucro recorde em 2017.

O lucro de primeiro trimestre da companhia mais valiosa da Ásia em valor de mercado foi de 9,9 trilhões de wons (8,75 bilhões de dólares), dentro da previsão da própria empresa. A receita subiu 2 por cento, para 50,5 trilhões de wons.

Um super ciclo de chips de memória e a retomada da divisão de celulares da companhia, após o recall global do modelo Galaxy Note 7 no ano passado, deve sustentar o desempenho da Samsung depois do melhor resultado trimestral da companhia desde 2013.

"Olhando adiante para o segundo trimestre, a companhia espera conseguir crescimento apoiado na continuação da robusta demanda por chips de memória, com melhora de margens na divisão de celulares" após o lançamento do Galaxy S8, afirmou a Samsung em comunicado.

A área de chips da Samsung se manteve como a mais lucrativa do grupo, com um lucro operacional recorde de 6,3 trilhões de wons. Já a divisão de dispositivos móveis teve lucro operacional de 2,07 trilhões de wons, uma queda ante os 3,89 trilhões obtidos um ano antes.

As pré-encomendas do Galaxy S8, lançado em abril, foram melhores que as esperadas por analistas, o que elevou expectativas de que o modelo vai compensar o fracasso do Note 7.

Recentes reclamações sobre telas avermelhadas e conexão Wifi instável no S8 não devem ter um impacto importante no lucro da Samsung, disseram analistas.