Sanções americanas levam Western Union a fechar agências em Cuba

·1 minuto de leitura
Uma mulher caminha perto do Capitólio em Havana em 8 de setembro de 2020.
Uma mulher caminha perto do Capitólio em Havana em 8 de setembro de 2020.

A empresa americana de transferência de dinheiro Western Union irá fechar suas agências em Cuba, após as novas sanções anunciadas pelos Estados Unidos, que proíbem a firma de trabalhar com a Fincimex, sociedade financeira cubana gerida pelos militares, anunciaram nesta terça-feira autoridades da ilha.

A Western Union irá fechar seus "407 pontos de pagamento distribuídos por todo o país devido a essas disposições brutais", aponta um comunicado da Fincimex publicado no site do Ministério das Relações Exteriores. Segundo o texto, o anúncio das sanções "em meio a uma pandemia ressalta o cinismo, desprezo pelo povo cubano e oportunismo do governo americano".

ka/yow/rsr/lb