Diplomatas russos serão expulsos de 14 países de UE por ataque a ex-espião

Bruxelas, 26 mar (EFE).- Diplomatas da Rússia serão expulsos de 14 países da União Europeia (UE) em resposta ao episódio do envenenamento de um ex-espião russo e de sua filha em Salisbury, no Reino Unido, anunciou nesta segunda-feira o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

"Hoje, 14 Estados-membros decidiram expulsar diplomatas russos como consequência direta das discussões do Conselho na semana passada sobre o ataque em Salisbury. Não estão excluídas medidas adicionais, entre elas mais expulsões, nos próximos dias e semanas", escreveu Tusk no Twitter. EFE