O sanfoneiro do governo Bolsonaro que reza cartilha conservadora e quer ser prefeito de Recife

Debora Álvares
·2 minuto de leitura
Presidente da Embratur e mandatário se conhecem desde 2003.
Presidente da Embratur e mandatário se conhecem desde 2003.

Sanfoneiro e integrante de uma banda de forró eletrônico, o presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Gilson Machado Neto, voltou a ficar sob os holofotes das redes sociais nesta segunda-feira (29). Em um vídeo da Embratur no qual ele convida turistas a conhecerem o Brasil, ele foi zombado por sua pronúncia em inglês.

O humorista Marcelo Adnet, da TV Globo, postou o vídeo em sua conta no Twitter se referindo a “outros talentos” do “Gilson da Sanfona”:

O chefe da agência responsável pela promoção do Brasil no exterior respondeu a Adnet em tom indignado, insinuando que o humorista estava sendo preconceituoso. “Você tem alguma coisa contra o nordestino? Como pode os seus patrocinadores acompanharem essa sua atitude e ficarem calados?”, escreveu.

Esta está longe de ser a primeira vez que Gilson Neto cai na boca do povo. Semana passada, ao ser convocado pelo presidente Jair Bolsonaro a participar da live semanal que ele faz às quintas-feiras, ele tocou sanfona e cantou a Ave Maria. Sua performance também ganhou a web e até mesmo em Portugal foi comentada. A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) tuitou trecho do programa:

Não ao turismo gay

Foi uma semana de polêmicas para Gilson Neto. Na última quarta (24), ele...

Continue a ler no HuffPost