Santa Marcelina substitui Pensarte no comando do Theatro São Pedro

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Organização social atualmente responsável pela gestão da Escola de Música do Estado de São Paulo (Emesp) e pelo Projeto do Guri da capital e da grande São Paulo, a Santa Marcelina Cultura vai assumir a partir de 2/5 também o Theatro São Pedro, espaço dedicado à ópera. Já a Jazz Sinfônica será administrada pela Fundação Padre Anchieta.

As mudanças foram confirmadas neste sábado (29) em nota enviada à reportagem pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

A gestão do teatro e da Jazz Sinfônica estavam sob responsabilidade do Instituto Pensarte, cujo contrato de gestão com o governo se encerraria neste domingo (30). Em março, um processo de seleção de OSs, do qual somente o Pensarte havia participado, foi cancelado pela Justiça por conta de denúncias de favorecimento.

Segundo a nota da Secretaria, a decisão teve como objetivo a "continuidade das atividades do Theatro São Pedro, da Academia de Ópera e da Jazz Sinfônica". Além disso, no comunicado a Secretaria "agradece o intenso trabalho realizado pelo Instituto Pensarte".

Além do teatro e da academia, a Santa Marcelina também fica com o Teatro Caetano de Campos. A Jazz Sinfônica terá o Teatro Franco Zampari como espaço para ensaios.