Santos anuncia que tomará 'providências judiciais' contra torcedores denunciados em jogo contra Corinthians

Após a classificação contra o Santos nas oitavas de final da Copa do Brasil, Cássio, goleiro do Corinthians, foi agredido por um torcedor santista que invadiu o gramado da Vila Belmiro. Nesta quinta-feira, em comunicado oficial, o Peixe anunciou que dos sete torcedores detidos e identificados pela Polícia Militar após o jogo, identificou um torcedor e iniciou o processo de expulsão do quadro de sócios do clube, e que além disso, o clube cobrará destes torcedores eventuais danos financeiros.

No comunicado, o Santos pediu desculpas aos atletas do Corinthians, a CBF, a seus próprios torcedores, e ao público, além de declarar que "não pode compactuar com atitudes agressivas, contra tudo o que o esporte prega, e lamenta ter sido palco para que vândalos travestidos de torcedores agissem como marginais". Veja a nota:

Sobre os fatos ocorridos ao final da partida Santos x Corinthians pela Copa do Brasil na Vila Belmiro:

O Santos FC lamenta os fatos ocorridos ao final da partida contra o Corinthians, na noite de quarta-feira (13), na Vila Belmiro. O Clube não pode compactuar com atitudes agressivas, contra tudo o que o esporte prega, e lamenta ter sido palco para que vândalos travestidos de torcedores agissem como marginais.

Leonardo Valeriano de Souza, Roberto Henrique Sabioni, Tiago Rodrigues de Souza, Lucas da Silva Ramos, Cristopher Barbosa Barcelos, Matheus da Silva Pereira e Gabriel Andrade dos Santos foram detidos e identificados pela Polícia Militar, já tendo sido elaborados os respectivos Boletins de Ocorrência com a aplicação de pena restritiva de direitos aos mesmos, consistente em multa pecuniária em favor do Estado, denúncia junto ao Ministério Público.

Destes sete, o Santos FC já identificou que Gabriel Andrade dos Santos pertence ao quadro de sócios do Clube e iniciará o processo de expulsão. Eventuais danos financeiros que o Clube venha a sofrer, em razão dessa ocorrência, serão cobrados judicialmente dos infratores.

O Santos FC se desculpa com toda a sua torcida, com os atletas do time adversário, com a CBF e com o público em geral que assistiu a esses atos inaceitáveis.

Pela invasão e agressão, o Santos pode receber multa alta e perder o mando de campo por até dez partidas. Oito torcedores do Peixe foram detidos após a partida, passaram por audiência no Juizado Especial Criminal (Jecrim) da Vila Belmiro e foram liberados em seguida. Eles podem pegar até dois anos de prisão e multa ao final do processo, porém, o período pelo qual estes torcedores serão proibidos de entrar em arenas esportivas ficará a cargo da Federação Paulista de Futebol (FPF), segundo informações do ge.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos