Santos decide demitir Levir Culpi e aguarda sua chega ao CT para fazer o anúncio oficial

O Santos definiu em reunião na tarde desta sexta-feira (20) entre o presidente Modesto Roma Júnior e outros dirigentes do clube, demitir o técnico Levir Culpi. O Peixe só aguarda a chegada do ônibus com a delegação para avisar o comandante pessoalmente antes de fazer o anúncio oficial.

Em entrevista coletiva concedida nesta manhã, na Vila Belmiro, Modesto já havia dado indícios de que Levir não permaneceria após o empate em 1 a 1 com o Sport, no Recife, pela 29ª rodada do Brasileiro. O resultado manteve a equipe a nove pontos do líder Corinthians, mas agora na quarta posição.

"Ontem estávamos ganhando até os 38 minutos (do segundo tempo), sofremos um gol não normal. Não de uma jogada construída. Lance de felicidade do Rogério. O que vale é resultado. Jogamos bem? Não sei. Sofremos muita pressão e nosso time não é para sofrer. Algo tem que ser mudado. Vamos juntar as nossas sabedorias e ver o que pode ser mudado", afirmou.

Modesto Roma Santos FC

(Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Momentos após o empate na Ilha do Retiro, os muros da Vila Belmiro foram pichados com frases de protesto. Na chegada da delegação a São Paulo, houve mais confusão e tentativa de agressão ao lateral-esquerdo Zeca e o meia Lucas Lima.

 

Levir chegou ao Santos em junho para substituir Dorival Júnior. Nesse período, acabou sendo eliminado nas quartas de final da Libertadores para o Barcelona de Guayaquil. Ao todo, ele comandou o Peixe em 29 jogos, com 13 vitórias, 12 empates e quatro derrotas.