Santos é punido e precisará de virada histórica na Libertadores

Carlos Sánchez cumprirá a punição na partida dessa terça-feira (Foto: Getty Images)

Depois de quase 24 horas, a decisão da Conmebol foi publicada. Pela escalação de Carlos Sánchez contra o Independente, na partida de ida das oitavas de final da Libertadores, o Santos foi punido e o resultado modificado para 3 a 0 a favor dos argentinos.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

A partida de ida terminou com igualdade sem gols, mas depois da denúncia do Independiente, a entidade da América do Sul resolveu analisar o caso. Sánchez foi expulso em 2015, durante uma partida da Copa Sul-Americana, quando atuava pelo River. O uruguaio levou três partidas de suspensão.

Em 2016, a própria Conmebol anistiou parte da punição do atleta, que ficou com uma partida de suspensão. De acordo com uma primeira interpretação do caso, o tempo de suspensão prescreveu em 2017. No entanto, em outro artigo, a punição poderia seguir por três anos.

No julgamento dessa segunda-feira (27), o Santos apontou um erro no sistema (Comet) para se defender e tentou usar o artigo 9º como explicação. Apesar da demora, a Conmebol não teve dúvidas na punição do Peixe, que precisará reverter um 3 a 0 (sem Sánchez em campo), se quiser avançar para as quartas de final da Copa Libertadores de 2018.

A punição da Conmebol (Reprodução)

Leia mais
– Após derrota do United, Mourinho olha para o passado e esbraveja contra jornalistas
– Mayweather aposta em postura ofensiva de McGregor contra Khabib: “Ele não tem medo”
– Gol antológico de Cristiano Ronaldo é eleito o mais bonito da temporada