Santos quer multa de 40% a Bruno Henrique, que já assinou com o Fla

Atacante já foi aprovado nos exames médicos do Flamengo, assinou contrato nesta segunda-feira e será apresentado na quinta (Guilherme Dionizio/Gazeta Press)

A ausência de Bruno Henrique na partida contra a Ferroviária, no último sábado, deve doer no bolso do atacante. É que o Santos está decidido a multá-lo pelo que considerou um ato de indisciplina. Se tiver o aval do departamento jurídico, o presidente José Carlos Peres quer aplicar um desconto de 40% em cima do valor da rescisão contratual – o atacante assinou nesta segunda-feira com o Flamengo e se apresenta na quinta.

O Peixe garante, inclusive, que avisou o Flamengo sobre sua intenção de punir Bruno Henrique. “Tínhamos combinado com o jogador e com o próprio Flamengo que ele seria liberado depois do jogo com a Ferroviária, no domingo”, explica um dos membros do Comitê de Gestão dos Santos, justificando a vontade de multá-lo.

Bruno Henrique não se apresentou na concentração, virando desfalque de última hora. A baixa  deixou Jorge Sampaoli furioso. Na entrevista coletiva depois da partida, o argentino criticou duramente os representantes de Bruno Henrique, o próprio jogador, além de mostrar chateação com o presidente alvinegro.

Ao menos, a provável punição não causará qualquer interferência na transferência para a Gávea. O Blog apurou que Bruno Henrique passou por exames médicos na segunda-feira e foi aprovado. Em seguida, ele assinou contrato com o Rubro-Negro, que já depositou a primeira das três parcelas de R$ 7 milhões.

O Santos terá direito a R$ 21 milhões, enquanto o Fla ainda pagará outros R$ 2 milhões em comissões. O Peixe também ficará com o volante Ronaldo, revelado na base rubro-negra, por empréstimo, até dezembro. Caso queira comprá-lo, terá de desembolsar € 3 milhões, que equivalem hoje a R$ 12,8 milhões.