Trump deseja nomear marido de assessora para posto no Departamento de Justiça

Washington, 19 mar (EFE).- O presidente dos EUA, Donald Trump, planeja nomear o advogado George Conway, marido de uma de suas assessoras mais próximas, Kellyanne Conway, para dirigir a divisão civil do Departamento de Justiça, informaram neste domingo vários veículos de imprensa americanos.

A escolha de George Conway, revelada primeiro pelo "The Wall Street Journal", foi confirmada também com fontes anônimas familiarizadas com a decisão de Trump por outros veículos de imprensa como "The New York Times" e as redes ABC e "CNN".

De 53 anos e sócio do escritório de advogados Wachtell, Lipton, Rosen & Katz, é o marido de Kellyanne Conway, conselheira presidencial de Trump e membro de seu círculo mais próximo dentro da Casa Branca.

Se a indicação for confirmada, já que depois tem que ser aprovada pelo Senado, George Conway liderará um ramo crucial do Departamento de Justiça que conta com cerca de mil advogados a serviço do governo.

Além disso, à frente da divisão civil do Departamento de Justiça, Conway teria a tarefa de defender nos tribunais o polêmico veto migratório de Trump contra todos os refugiados e os cidadãos de seis países de maioria muçulmana, que voltou a ser bloqueado nesta semana por dois juízes federais apesar de ter sido revisado.

Outro desafio para Conway pode vir de potenciais conflitos de interesse entre o governo e o império empresarial de Trump, do qual o magnata não se desvinculou após sua chegada à Casa Branca. EFE