Mandetta desabafa: "São 60 dias nessa batalha. Já chega, né?"

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Luiz Henrique Mandetta durante coletiva (Andressa Anholete / Getty Images)

Após uma coletiva bem diferente do habitual nesta quarta-feira (15), o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta deu uma entrevista à Veja afirmando que passou 60 dias de “batalha” e “tendo que medir palavras”, além de confirmar que fica até encontrarem um substituto.

Quando perguntado se havia alguma chance de permanecer no governo, Mandetta disse que chegou ao limite: “São 60 dias nessa batalha, isso cansa”. Ao ser questionado por mais detalhes, o ministro disparou na direção do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sem citar seu nome.

Leia também

“Sessenta dias tendo de medir palavras. Você conversa hoje, a pessoa entende, diz que concorda, depois muda de ideia e fala tudo diferente”, disse. “Você vai, conversa, parece que está tudo acertado e, em seguida, o camarada muda o discurso de novo. Já chega, né? Já ajudamos bastante.”

Sobre uma possível mudança na política de combate ao coronavírus após sua saída, o ministro afirmou que “o vírus se impõe e não negocia com ninguém, e nem nenhum governo”, mas se deixou a disposição para ajudar seu substituto.

Mandetta ainda garantiu que não irá para o governo de Goiás, de seu amigo Ronaldo Caiado, mas afirmou que pode ajudar de forma informal qualquer governo ou prefeitura.

No fim da tarde, o ministro e seus dois principais assistentes - o secretário-executivo da pasta João Gabbardo e o secretário de Vigilância e Saúde, Wanderson de Oliveira - deram uma coletiva que foi bem diferente do habitual, com mais questões sobre as suas possíveis saídas e até um convite para Gabbardo assumir a pasta.

Pela manhã, o Ministério da Saúde divulgou uma nota em que Wanderson de Oliveira pedia demissão, mas Mandetta confirmou durante a coletiva que não aceitou o pedido. “Entramos no ministério juntos, estamos no ministério juntos e sairemos do ministério juntos”, disse o ministro.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.