São Luís começa a aplicar doses de reforço contra covid em idosos

·1 minuto de leitura
Serão vacinados idosos acima de 70 anos. Foto: Reprodução/TV Mirante
Serão vacinados idosos acima de 70 anos. Foto: Reprodução/TV Mirante
  • Capital é a primeira do país a iniciar a aplicação de terceira dose

  • Público-alvo são pessoas que vivem em instituições

  • Restante do estado iniciará reforço em setembro

Nesta quinta-feira (26), São Luís começou a aplicar a dose de reforço da vacina contra a covid-19. A cidade é a primeira capital a adotar a recomendação do Ministério da Saúde, de acordo com Carlos Lula, presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). O público-alvo dessa primeira fase são idosos a partir de 70 anos que residem em instituições de longa permanência (ILPI's), conforme informou a Prefeitura da capital.

Para o restante do Maranhão, a previsão é que a terceira dose comece a ser aplicada em 15 de setembro, segundo informações da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Leia também:

Os primeiros grupos contemplados serão idosos com mais de 70 anos e pessoas com baixa imunidade (imunossuprimidos), que incluem, por exemplo, pessoas com câncer, pessoas vivendo com HIV e transplantados.

Aqueles que receberam duas doses de Coronavac ou AstraZeneca, receberam a terceira de Pfizer. O método é conhecido como reforço heterólogo.

O Ministério da Saúde também já anunciou que a partir de setembro o intervalo entre as doses de Pfizer e AstraZeneca será diminuído de 12 para 8 semanas.

A dose de reforço é indicada para os idosos que receberam a segunda dose há mais de seis meses. No caso dos imunossuprimidos, eles devem esperar 28 dias após a segunda dose.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos