São Paulo pode ter fase mais restritiva que a vermelha do Plano SP

Anita Efraim
·2 minuto de leitura
Sao Paulo Governor Joao Doria (L) speaks during a press conference at Butantan's headquarters in Sao Paulo, Brazil, on January 7, 2021. - The Butantan Institute announced today that the effectiveness of the CoronaVac vaccine, developed in partnership with the Chinese laboratory Sinovac, is 78% against COVID-19, and that it has already initiated the request for emergency use of the immunizer by ANVISA (National Health Surveillance Agency). (Photo by NELSON ALMEIDA / AFP) (Photo by NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images)
Possobilidade de nova fase foi ventilada durante coletiva do governo estadual de São Paulo (Foto: Nelson Almeida/AFP via Getty Images)

Assim como todo o Brasil, São Paulo vive uma alta de casos da covid-19. Com 70,8% de ocupação nos leitos de UTI no estado, o governo pensa em criar uma fase do Plano SP ainda mais restritiva que a fase vermelha.

Segundo João Gabbardo, coordenador do Centro de Contingência da Covid-19, o grupo estuda criar uma fase antes da vermelha, quando só podem funcionar serviços essenciais, como supermercados e farmácias. No Rio Grande do Sul, por exemplo, há a fase preta.

Leia também:

“O Centro de Contingência, sim, está estudando para propor uma inclusão no Plano São Paulo de uma nova classificação, que poderia, obviamente, ter mais restrições do que a fase vermelha. Lembro que a fase vermelha já é um período em que só funcionam serviços essenciais, mas pela característica do que essa epidemia nessas últimas semanas, pelo que vem acontecendo, nos estados da região sul, no que aconteceu em Manaus e em algumas regiões e municípios aqui no estado de São Paulo, talvez algumas medidas ainda mais drásticas tenham que ser tomadas”, explicou Gabbarto.

“Mas insisto, isso ainda está numa fase de avaliação do Centro de Contingência e após essa avaliação ela poderá ou não ser encaminhada para implementação do Plano São Paulo”.

Nesta sexta-feira, 26, o governador João Doria (PSDB) anunciou que seis regiões do estado regrediram de fase. Marília e Ribeirão Preto saíram da fase laranja para a vermelha. Grande São Paulo, Campinas, Registro e Sorocaba entraram na fase laranja, na qual bares e restaurantes podem funcionar até às 20h.

Doria ainda anunciou a data de início da vacinação de pessoas entre 77 e 79 anos no estado: 3 março. Os idosos de 80 e 84 anos poderão receber a primeira fosse da vacina a partir de sábado, 27 de fevereiro.