São Paulo recusa oferta chinesa por Rodrigo Caio

Zagueiro ganharia salário de R$ 2 milhões por mês no Hebei (Djalma Vassão/Gazeta Press)

O São Paulo rejeitou a oferta de € 12 milhões (pouco mais de R$ 50 milhões) do Hebei China Fortune por Rodrigo Caio. De acordo com Anderson Silva, intermediário dos chineses no negócio, o diretor de futebol do Tricolor, Raí, teria afirmado que só aceita começar a discutir se a proposta chegar aos € 15 milhões, que equivalem a quase R$ 64 milhões.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

No contato, por telefone, na última quarta-feira, Raí ainda teria afirmado, segundo o empresário, que o São Paulo terá em mãos, nos próximos dias, uma proposta de € 13 milhões do futebol europeu. E é de se imaginar que também diga “não”.

A oferta dos chineses nem foi apresentada a Rodrigo Caio. Detalhe: o Hebei China Fortune estava disposto a pagar cerca de R$ 2 milhões por mês de salário ao zagueiro por um contrato de três temporadas, conforme mostra a imagem abaixo, obtida com exclusividade pelo Blog.

Chineses bancariam pouco mais de R$ 75 milhões a Rodrigo Caio em três anos

Vale lembrar que a multa rescisória de Rodrigo Caio é de € 18 milhões. Nos últimos dias de janeiro, a Real Sociedad, da Espanha, tentou contratá-lo oferecendo algo próximo a esse valor. Na oportunidade, porém, o zagueiro rejeitou a transferência porque entendia que poderia ser campeão paulista pelo clube que o revelou.

O fato de não ter sido convocado para a Copa do Mundo – Pedro Geromel ocupou seu lugar na lista final de Tite – pode ajudar a explicar uma queda no valor do defensor.

Troca troca: Depois da publicação da matéria sobre o interesse do Hebei, centenas de são-paulinos pelas redes sociais se mostraram favoráveis à venda de Rodrigo Caio, entendendo que os € 12 milhões compensariam. Vários deles gostariam que São Paulo e Hebei discutissem uma troca envolvendo Hernanes, que é reserva lá.

Mas há um grande problema para viabilizar o negócio. O meia, decisivo para evitar o rebaixamento do Tricolor no Brasileiro do ano passado, ganha € 8 milhões (R$ 34 milhões) por temporada na China – seu contrato só termina em dezembro de 2019. Isso equivale a R$ 2,8 milhões mensais, algo completamente inviável para a realidade financeira do São Paulo.

Em 2017, por exemplo, ele jogou no Morumbi por empréstimo. O Tricolor pagava R$ 500 mil mensais e os chineses bancavam o restante. Uma rescisão de contrato com o Hebei também parece fora dos planos do jogador, já que ele estaria abrindo mão de aproximadamente R$ 50 milhões em salários.

Outro lado: Em contato via mensagem de texto de celular, Raí assegurou ao Blog neste domingo que não recusou ofertas por Rodrigo Caio. “Pra mim não chegou nada, nem falei com ninguém. Não sei quem são estes empresários, que me lembre”, afirmou.