São Paulo suspeita que Dani Alves vai rejeitar oferta da dívida

·1 minuto de leitura
Se Dani Alves não aceitar proposta, Tricolor vai sugerir rescisão amigável do contrato (Rubens Chiri/São Paulo)
Se Dani Alves não aceitar proposta, Tricolor vai sugerir rescisão amigável do contrato (Rubens Chiri/São Paulo)

O futuro de Daniel Alves vive momento decisivo no time do São Paulo. Apesar de o contrato só terminar em dezembro de 2022, existe uma chance grande de ele ser rescindido no fim deste ano, caso o lateral não aceite a oferta para parcelamento da dívida acumulada do ano passado.

"A impressão que a gente tem é de que ele não vai aceitar o acordo", explica um importante dirigente tricolor, em contato com o Blog. Se de fato a resposta for negativa, o São Paulo vai propor uma rescisão amigável assim que o Brasileirão terminar. 

Leia também:

O clima para Daniel Alves no Morumbi ficou bem ruim depois das Olimpíadas. É que Julio Casares, Carlos Belmonte e Rui Costa foram duramente criticados ao liberarem o veterano para os Jogos Olímpicos - vários clubes vetaram a saída de atletas, como o Flamengo em relação a Pedro.

Ainda assim, com a medalha de ouro no peito, Daniel Alves cobrou o São Paulo publicamente, afirmando que o clube não tem sido correto com ele. Foi a gota d'água na relação, até porque os R$ 12 milhões de dívida do Tricolor foram construídas pela antiga administração, de Leco, Raí e Pássaro. 

Para enfurecer mais ainda os dirigentes, Daniel Alves costuma isentar os antigos dirigentes de responsabilidade. Logo o trio que prometeu um salário de R$ 1,5 milhão por mês, considerado incompatível com a condição financeira são-paulina.

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos