Prefeitura de SP 'confunde' vacinas e agentes da CET são imunizados contra Covid-19 por engano

·2 minuto de leitura
Agentes da CET são vacinados por engano em SP - Foto: Reprodução/TV Globo
Agentes da CET são vacinados por engano em SP - Foto: Reprodução/TV Globo
  • Secretaria da Saúde erra em e-mail enviado e agentes da CET recebem vacina contra Covid-19 indevidamente

  • Ainda não se sabe quantos profissionais foram vacinados por engano

  • Prefeitura de SP descobriu erro após imagens viralizarem nas redes sociais

Agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) receberam a vacina contra a Covid-19 nesta terça-feira (13) após um erro cometido inusitado cometido pela Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo. Os profissionais não fazem parte do público alvo, mas receberam uma autorização, via e-mail, para serem imunizados. As informações são da TV Globo. 

De acordo com a emissora, os funcionários da CET receberam um e-mail timbrado às 10h05 de terça de uma enfermeira da própria Secretaria da Saúde dizendo que eles poderiam ser vacinados a partir de 13 de abril mediante uma apresentação do crachá de serviço em qualquer posto de vacinação da capital paulista.

Leia também

A questão é que a autorização era para ser enviada para informar a liberação da vacina contra o vírus da gripe, o H1N1, não contra a Covid-19

Erro foi percebido via redes sociais

Erro foi descoberto pela Prefeitura de São Paulo após imagens de agentes sendo vacinados circularem nas redes sociais ostentando seus cartões de imunização -Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images
Erro foi descoberto pela Prefeitura de São Paulo após imagens de agentes sendo vacinados circularem nas redes sociais ostentando seus cartões de imunização -Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images

O erro só foi descoberto pela Prefeitura de São Paulo, segundo apuração da TV Globo, após imagens de agentes sendo vacinados circularem nas redes sociais ostentando seus cartões de imunização. 

Ainda na terça, a Secretaria Municipal da Saúde enviou um novo comunicado deixando claro que os agentes estão autorizados a receber apenas a vacina contra o H1N1 e não contra a Covid-19. Neste momento, o país vive escassez de imunizantes disponíveis e sofre com uma vacinação lenta

Segundo a emissora, a Secretaria da Saúde afirma que já está apurando o que aconteceu. Pelo menos, quatro Unidades Básicas de Saúde da cidade vacinaram os profissionais na Vila Medeiros (Zona Norte), Penha (Zona Leste), Cambuci (Centro) e Butantã (Zona Oeste).

Não há a informação quanto ao número exato de agentes da CET que receberam a vacina contra a Covid-19 indevidamente. Ainda assim, após o erro, os profissionais terão a segunda dose garantida para que não haja desperdício de imunizantes. 

Em nota divulgada pela emissora, a Prefeitura de São Paulo disse que apura o erro e que a inclusão desses profissionais no grupo prioritário de vacinação depende do recebimento de novas remessas do imunizante.