São Paulo revive o fantasma de 2013. É hora de trocar o técnico?

·1 minuto de leitura
Benítez atuou todo o tempo contra o Red Bull Bragantino. Foto: Ettore Chiereguini/AGIF
Benítez atuou todo o tempo contra o Red Bull Bragantino. Foto: Ettore Chiereguini/AGIF

A derrota de virada para o Red Bull Bragantino manteve o São Paulo na zona de rebaixamento da Série A do Brasileiro. O tricolor tem cinco pontos em 27 disputados. O cenário é parecido com o ano de 2013, quando o SP viajou para disputar as Copas Audi e Suruga Bank e voltou no Z4. Na época, o SP tinha nove pontos em 33 jogados, com 12 partidas sem vitórias. Paulo Autuori caiu, após perder para o Coritiba no final do primeiro turno e Muricy Ramalho assumiu para salvar o SP, terminando com a nona colocação. 

Hoje, o SP está sem o padrão consolidado de jogo, visto no título paulista. A equipe não tem mais a intensidade e força do último trimestre. A escalação do auxiliar Juan Branda foi com o mesmo esquema que deu certo, no Estadual e primeira fase da Libertadores. 

Leia também:

Agora, os atletas não têm mais a pegada de antes, associada à queda técnica de vários nomes. Contra o Bragantino, largou na frente, mas não conseguiu segurar o placar, sendo superado pelo adversário na segunda etapa, principalmente. 

O SP tem uma sequência duríssima a seguir, com Inter, Bahia, Racing(duas vezes), Fortaleza e Flamengo. Mesmo que Crespo tenha a confiança da diretoria, não dá para descartar a mudança de treinador, pelo quadro terrível na Série A do Brasileiro. Afinal, o SP nunca foi rebaixado e não quer ser ameaçado, obviamente. 

E você, trocaria o técnico? Muricy Ramalho e Júlio Casares devem estar relembrando várias situações para ter cabeça fria ou atitude firme. 

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos