São Paulo volta atrás e vai manter exigência de máscaras em locais abertos

·3 min de leitura
SAO  PAULO, BRAZIL - SEPTEMBER 12: Governor Joao Doria takes part in the demonstration against President Bolsonaro, at Paulista avenue in Sao Paulo, Brazil on September 12. Organized by right-wing and central political groups, protesters displayed banners and posters calling for Bolsonaro's impeachment. (Photo by Paulo Lopes/Anadolu Agency via Getty Images)
Governador João Doria usou as redes sociaqis para anunciar revogação da liberação das máscaras (Foto: Paulo Lopes/Anadolu Agency via Getty Images)
  • Estado de São Paulo voltou atrás e manterá obrigatoriedade do uso de máscaras

  • Antes, previsão era de que paulistas pudessem ficar sem máscaras em espaços abertos

  • SP registra três casos confirmados da variante Ômicron

O estado de São Paulo voltou atrás e vai manter a obrigatoriedade do uso de máscaras em locais abertos. O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) por meio das redes sociais. Antes, a previsão era a de retirada das máscaras em espaços abertos no dia 11 de dezembro.

"Atendendo recomendação do Comitê Científico, o estado de SP vai manter a exigência do uso de máscara em espaços abertos. Todos os números demonstram que a pandemia está recuando em São Paulo, mas vamos optar pela precaução. O nosso maior compromisso é com a saúde da população", declarou Doria. 

São Paulo registrou três casos confirmados da variante Ômicron, sendo dois na capital, de um casal que vive na África do Sul, e um em Guarulhos, de um viajante que passou pela Etiópia. Os três estão isolados e são monitorados por autoridades sanitárias. 

Cancelamento do réveillon na capital 

A cidade de São Paulo não terá festa de réveillon na virada de 2021 para 2022. O anúncio será feito oficialmente pelo prefeito Ricardo Nunes (MDB), em Nova York, nesta quinta-feira (2), mas a informação foi adiantada pelo secretário de Saúde Edson Aparecido, em entrevista à GloboNews.

Ricardo Nunes está em viagem com o governador do estado, João Doria (PSDB), e deve fazer o anúncio oficial ainda hoje.

A cidade já previa a manutenção da obrigatoriedade do uso de máscaras, mesmo em locais abertos. Segundo Aparecido, um estudo feito pela vigilância sanitária mostrou que é preciso continuar usando os itens de proteção individual.

Casos da Ômicron em SP 

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo confirmou mais um caso da variante Ômicron nesta quarta-feira (1º). É o terceiro caso identificado no estado e também no país.

O passageiro saiu da Etiópia e chegou ao Brasil no último sábado (27), no Aeroporto Internacional de Guarulhos. No mesmo dia, ele testou positivo para a covid-19. A amostra foi sequenciada pelo Instituto Adolfo Lutz, confirmando que se tratava da nova variante.

À TV Globo, a Secretaria informou que o homem tem 29 anos e foi testado no aeroporto, mesmo sem apresentar sintomas. Ele já estava vacinado com duas doses do imunizante da Pfizer.

Agora, o homem está em isolamento domiciliar e é acompanhado pela vigilância do município de Guarulhos, onde mora.

O casal de brasileiros infectados pela Ômicron, nova variante da Covid-19, foi imunizado com a vacina de dose única da Janssen, na África do Sul. A informação foi confirmada pelo secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, em entrevista à GloboNews. Na última terça-feira, agentes da Vigilância Sanitária estiveram com o casal e confirmaram a imunização com uma dose do imunizante da Janssen. Eles estão assintomáticos.

Os dois brasileiros estão na capital paulista, na casa de parentes, e seguem isolados.

A agência informou que exames preliminares feitos pelo laboratório Albert Einstein comprovaram a presença da variante Ômicron em testes de dois brasileiros — um homem e uma mulher — vindos da África do Sul, que desembarcaram no Aeroporto de Guarulhos no dia 23 de novembro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos