De sapiosexual a arromântico: entenda orientações sexuais motivadas por comportamentos

Muito tem se falado sobre orientações sexuais pautadas por comportamentos nos últimos meses, depois que vários famosos revelaram quais critérios os levam a escolher seus parceiros na hora de se relacionar. Em outubro, por exemplo, a atriz Giovanna Ewbank se declarou demissexual em seu podcast "Quem Pod, Pod". Já a apresentadora Bela Gil disse ser sapiosexual em entrevista, nesta quinta-feira, ao programa "Mil e uma tretas", do YouTube. Confira abaixo este e outros termos, como "arromântico" e "gray-a", e o que significa cada um deles.

Faça o quiz e descubra: você é demissexual, assim como Giovana Ewbank e Iza?

Sapiosexual: entenda a preferência sexual de Bela Gil e outros famosos

Demissexual

Pessoas demissexuais, como a cantora Iza, são aquelas fisicamente incapazes de sentir atração sexual por outros indivíduos sem antes estabelecer uma forte conexão emocional com eles. A origem do termo vem de estar "a meio caminho entre" sexual e assexual, de acordo com a organização americana Rede de Visibilidade e Educação Assexual (AVEN).

O conceito é uma variação de assexualidade, em que não se existe desejo algum por sexo, e vai além de somente precisar gostar de alguém primeiro até que se sinta pronto para fazer sexo. Seres humanos que se identificam como demissexuais, em geral, dificilmente se sentem atraído por alguém sem estabelecer uma amizade em primeiro lugar.

Saiba mais: conheça os mandamentos do demissexual, termo popularizado por Giovanna Ewbank

Sapiosexual

Já a sapiosexualidade é a designação dada a quem tem atração sexual por pessoas inteligentes. Para aqueles que se identificam dessa maneira, uma boa conversa tende a ser mais importante do que a aparência física. A expressão foi criada por um engenheiro americano, a partir da palavra latina "sapiens", que significa "sábio" ou "aquele que sabe". Darren Salder cunhou a expressão em 1998 para descrever a própria preferência sexual.

Em 2018, a cantora Karol Conká já havia se definido como sapiosexual. Em 2019, o produtor musical britânico Mark Ronson também revelou se atrair atraído pelo intelecto. Ronson é escritor de grandes sucessos Shallow", de Lady Gaga e Bradley Cooper, e "Uptown funk", de Bruno Mars.

Arromântico

O que pode ser lido por muitos como uma frieza emocional, nos últimos anos, tem sido reivindicado como uma identidade sexual. Os chamados arromânticos são aqueles que não sentem interesse romântico nem se apaixonam, ou, pelo menos, não da maneira os "alorromânticos", seus antônimos, entendem a concepção de paixão.

Esses indivíduos podem ter relacionamentos sérios ou relações casuais, podem se identificar como héteros, gays, bi ou trans. A única variável em comum é o afastamento com o romantismo. Na prática, o arromântico tem tendência a não gostar muito de demonstrações exageradas de afeto, além de achar embaraçosas declarações muito calorosas. Alguns deles dizem que sequer sentem saudades.

Gray-a

Por fim, existe ainda uma quarta definição chamada gray-a, que se refere a pessoas nem de tudo assexuais nem totalmente sexuais. De acordo com a AVEN, trata-se de indivíduos com um comportamento variável, de forma que é possível sentir atração por algumas pessoas em determinados momentos da vida, motivados por circunstâncias específicas.

Em geral, quem se identifica dessa maneira não tem o costume de se sentir atraído sexualmente, mas pode acontecer uma afinidade de vez em quando. Também há casos em que existe atração sexual, no entanto, o desejo por sexo é baixo. Uma terceira possibilidade é existir tanto atração como desejo, mas nenhum deles ser forte o bastante para que haja vontade de realizar o ato.

Dentro da classificação gray-a ainda é possível encontrar relatos de pessoas que gostam de praticar sexo e possuem desejo sexual, mas essa vontade aparece em momentos específicos, combinada ou não com um gênero ou com romantismo.