Saque do FGTS só será liberado através do aplicativo Caixa Tem. Veja como se cadastrar e acessar a conta

·4 min de leitura

A Caixa Econôminca Federal informou nesta terça-feira (dia 18), véspera do início do Saque Extraordinário do FGTS, que o depósito só será feito em contas do aplicativo Caixa Tem, criadas automaticamente pelo banco em nome dos trabalhadores com direito a retirar o recurso de até R$ 1.000. O saque começa nesta quarta-feira (dia 20) com depósito de mais de R$ 2,7 bilhões a 3,9 milhões de trabalhadores nascidos em janeiro. Ao todo, poderão sacar 42 milhões de pessoas.

Ao acessar o aplicativo do FGTS, porém, os usuários têm a opção de cadastrar contas de outros bancos para fazer saques da conta vinculada do Fundo de Garantia, o que gerou dúvidas entre os usuários, levando muitos a crer que receberiam o Saque Extraordinário em suas contas bancárias cadastradas.

Segundo o banco, mesmo oferecendo a possibilidade de cadastro de contas do trabalhador de outras instituições financeiras, o Saque Extraordinário não será depositado nas contas informadas. A conta de outro banco só será usada para outras possibilidades de saque do FGTS, como em caso de doença, aposentadoria, entre outras.

Por isso, ao receber o saque de até R$ 1 mil, o usuário terá que acessar o Caixa Tem, por meio de outro aplicativo, para movimentar o dinheiro ou transferi-lo para outro banco.

A Caixa diz que ao acessar o ícone Saque Extraordinário o trabalhador será informado sobre o número da conta criada no Caixa Tem para a movimentação do dinheiro. Se o beneficiário realizou o Saque Emergencial em 2020, ele já possui a conta, senha e o acesso. Se não, será necessário se cadastrar no aplicativo.

Para isso, é só acessar a Google Play Store ou a Apple Store e baixar o app Caixa Tem. Neste momento o acesso é exclusivo aos clientes que já possuem a conta poupança social ou poupança digital+ no Caixa Tem.

Depois de acessar, é só clicar no serviço que você deseja. Para acessar o saldo, o usuário terá que pedir um novo código via SMS. É possível transferir o dinheiro, fazer pagamentos de boletos ou contas.

Já houve casos em que terceiros conseguiram acessar o aplicativo Caixa Tem, cadastrando e-mail, CPF e senha em nome dos verdadeiros beneficiados. Se o acesso está bloqueado é preciso procurar uma agência da Caixa.

Nesse caso, é necessário consultar a situação do seu benefício nos aplicativos ou sites indicados na página inicial. A situação “Aprovado” no site deve indicar o uso do Caixa Tem para que você consiga acessar. É importante verificar também a data em que o crédito vai estar disponível no Caixa Tem para movimentação.

Isso acontece quando são identificados problemas no cadastro realizado para acesso ao Caixa Tem. Para resolver, é necessário dirigir-se uma agência da Caixa com seu documento de identificação e pedir a regularização do cadastro.

Isso acontece quando mais de uma pessoa usou o mesmo celular para acessar a conta no Caixa Tem. Por questões de segurança, há limite de quantidade de pessoas usando o mesmo celular. Nesse caso, é preciso pedir, em uma agência da Caixa, a exclusão dos CPF que não precisam acessar o Caixa Tem a partir do aparelho celular que você usa. Lembre-se sempre de levar um documento de identificação pessoal e os números dos CPF que deverão ser excluídos.

Essa mensagem significa que o CPF acessou o app Caixa Tem em mais de um celular. Por questões de segurança, uma mesma pessoa (CPF) não pode acessar a conta em diversos celulares, por isso há limite de quantidade de celulares que podem ser utilizados por um mesmo usuário. Nesse caso, é preciso ir a uma agência da Caixa, informar que recebeu essa mensagem e pedir a exclusão dos celulares que você não mais usará para acessar o Caixa Tem. Lembre-se sempre de levar um documento de identificação pessoal.

É preciso verificar se o número do telefone informado no momento do cadastro está correto. Para resolver, é só pedir a alteração do telefone no cadastro em uma agência da Caixa.

Essa mensagem aparece durante a tentativa de liberar acesso. Quando são identificados problemas no cadastro, é necessário autorizar o dispositivo em uma agência da Caixa. Leve seu documento de identificação para que possa ser atendido.

O prazo médio para liberar o acesso ao Caixa Tem é de até 48 horas. Se ainda não conseguiu acessar, vá a uma agência da Caixa com seu documento de identificação e peça para autorizar o dispositivo.

Para resolver, é necessário comparecer a uma agência da Caixa para identificar o motivo do impedimento e solicitar a regularização.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos