Sargento da PM morre após ser baleado durante confronto com bandidos em Brás de Pina

RIO - O sargento do 16º BPM (Olaria) Eduardo José de Melo Cunha, de 48 anos, morreu, na tarde desta terça-feira, após ser baleado na testa durante um tiroteio com bandidos, em Brás de Pina, na Zona Norte do Rio. Ele dirigia a viatura que perseguia o carro onde estavam criminosos. Somente neste ano, 23 agentes de segurança foram assassinados no Rio - 18 PMs, um policial federal, um bombeiro, dois militares da Marinha e um agente penitenciário.

Eram por volta de 17h30 quando a equipe do sargento recebeu a informação de que bandidos circulavam num Sandero prata. O carro foi localizado na Rua Francisco Enes, onde houve o confronto. O PM acabou sendo atingido. Ele foi levado para o Hospital estadual Getúlio Vargas, na Penha, na Zona Norte, mas não resistiu ao ferimento. Os criminosos fugiram em direção à Favela Cinco Bocas, também em Brás de Pina.

Em nota, a Polícia Militar lamentou a morte de Melo, que estava na corporação desde 1997. Ele era casado e tinha um filho. Ainda não há confirmação do local e data do enterro do sargento. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital (DHC).

Portal pede pistas

O Portal dos Procurados divulgou um cartaz pedindo informações sobre os suspeitos de matarem o sargento Melo. Quem quiser denunicar pode fazer contato com o WhatsApp do Portal dos Procurados (21 98849-6099); pelo Facebook (Inbox) (https://www.facebook.com/procuradosrj/), pela mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21 2253-1177) ou pelo aplicativo para celular do Disque-Denúncia. A recompensa é de R$ 5 mil. Todas as informações recebidas sobre o caso serão encaminhadas para a DHC e a PM.