Governo dos EUA entrega ao Congresso dossiê sobre suposta espionagem a Trump

Washington, 17 mar (EFE).- O Departamento de Justiça dos Estados Unidos entregou nesta sexta-feira um dossiê aos comitês de inteligência da Câmara dos Representantes e do Senado com informações sobre a suposta espionagem ao presidente Donald Trump, por parte de seu antecessor, Barack Obama.

A informação foi confirmada pelo presidente do Comitê de Inteligência da Câmara dos Representantes, o republicano Devin Nunes, que disse estar "satisfeito" pela informação fornecida pelo governo sobre a "possível espionagem" a Trump e sua equipe.

Nunes disse ao Departamento de Justiça que ele voltou a descumprir o prazo de entrega de documentos - a previsão inicial era a última segunda-feira - e não apresentava as provas, o painel poderia convocar uma audiência para obter as informações.

O que não foi esclarecido por Nunes é se o conteúdo do dossiê entregue pelo Departamento de Justiça confirma ou não as acusações de Trump contra Obama, embora fontes legislativas citadas pela "CNN" tenham negado.

O Congresso começará nos próximos dias suas primeiras audiências públicas sobre a suposta ingerência da Rússia nas eleições americanas e os supostos contatos da campanha republicana com o Kremlin.

Nunes tinha pedido ao governo, assim como as agências de inteligência americanas (CIA, NSA e FBI), que entregassem documentos sobre o caso antes do início das sessões.

No último dia 4, Trump acusou Obama de ter "grampear" as comunicações telefônicas da Trump Tower, em Nova York, durante a campanha eleitoral, algo que o ex-presidente negou, e pediu ao Congresso que investigasse. EFE