Sarney faz 'maratona' de posses e participa de diversas cerimônias em apenas cinco dias

Primeiro presidente do Brasil após a redemocratização, José Sarney esteve em diversas cerimônias de posse nos últimos dias. Sem ocupar um cargo público eletivo desde que terminou seu último mandato de senador pelo Amapá, em 2014, o político esteve nas cerimônias de posse de diversos ministros que assumiram pastas no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Nova ministra: ao assumir Planejamento, Tebet diz ter ressaltado a Lula discordâncias na economia

Sonar: Soraya Thronicke posa com apoiadores de Lula na posse e é chamada de 'traíra' por Eduardo Bolsonaro

Logo no primeiro dia deste ano, Sarney, que tem 91 anos, esteve na cerimônia de posse do presidente Lula, realizada no Congresso Federal. Os dois ainda voltariam se encontrar na quarta-feira.

No dia 2 de janeiro, Sarney marcou presença na posse de Alexandre Padilha como novo ministro das Relações Institucionais. Na ocasião, Padilha chegou a elogiar o ex-presidente, lembrando que ele era presidente do Senado na época sua primeira passagem pela pasta, no segundo governo Lula.

— O presidente Sarney foi quase como um professor para mim sobre como caminhar pelo Senado. Aprendi muito com senhor. O senhor tem sido um conselheiro — disse Padilha.

“A presença de Dilma Rousseff e José Sarney mostra a importância da reconstrução de um país que foi violentado durante mais de quatro anos de desmandos”, publicou em suas redes sociais.

Na terça-feira, o político esteve na cerimônia de posse de Renan Filho como novo ministro dos Transportes, tendo ficado ao lado do senador por Alagoas. Já na quarta-feira, Sarney assistiu a Jader Filho assumir o Ministério das Cidades. Os dois posaram para fotografias.

Acordo com o PT: filho de Zé Dirceu vai liderar bancada no primeiro ano do governo Lula

Nesta quinta-feira, a senadora Simone Tebet tomou posse como ministra do Planejamento. Sentado ao lado dela na cerimônia estava José Sarney, que acompanhou, também, os discursos da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), do ministro da Casa Civil, Rui Costa (PT), e da ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco.

Além deles, Geraldo Alckmin também esteve com Sarney, quando o vice-presidente assumiu o cargo de ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, em cerimônia realizada nesta quarta-feira. No mês passado, Alckmin havia publicado uma foto ao lado do ex-presidente, a quem fez elogios.

“Visitei o ex-presidente José Sarney e debatemos questões do nosso país. O ex-presidente, como Ulysses Guimarães e tantos outros, foi um dos maiores responsáveis pela transição democrática que culminou na nossa Constituição de 1988. Com 92 anos de idade e uma memória invejável, o ex-presidente é sempre merecedor de homenagens”, publicou Alckmin na ocasião.