SBT abre exceção e Domingo Legal mostra especial com Marília Mendonça

·4 min de leitura
Marília Mendonça em homenagem do
Marília Mendonça em homenagem do "Domingo Legal" (Reprodução SBT)

Resumo da notícia:

  • Marília Mendonça foi homenageada no "Domingo Legal" com um quadro sobre sua carreira

  • O SBT recebeu críticas por não ter feito uma cobertura extensiva da morte da cantora

  • Marília Mendonça morreu nesta sexta-feira (5) após um acidente de avião

Após ser muito criticado por não ter exibido conteúdos especiais e não ter feito a cobertura completa da morte de Marília Mendonça, o SBT abriu uma exceção e exibiu uma homenagem à cantora no "Domingo Legal".

O apresentador Celso Portiolli lamentou a morte trágica da cantora, e exibiu um especial falando sobre a importância de sua carreira, homenagens de outros famosos e entradas ao vivo de repórteres que estavam em Goiânia.

Leia também:

Tradicionalmente, o SBT não modifica sua grade habitual e não costuma fazer grandes coberturas de mortes ou eventos de última hora. Enquanto as demais emissoras mostravam todos os detalhes da morte de Marília, a investigação a respeito do acidente de avião e o velório e enterro da sertaneja, o SBT manteve sua grade anterior, exibindo novelas e programas para o público infantil.

Fez o nome dela!

Durante a pandemia, Marília Mendonça fez lives que bombaram nas redes sociais. O primeiro show caseiro, transmitido no YouTube, ficou entre os vídeos mais vistos do mundo. Marília cantou a maior parte do tempo sentada. Admitindo o uso de playback como ajuda, ela contou com uma equipe enxuta de oito profissionais, inclusive dois tradutores de libras - que caíram nas graças da internet.

Em 2019 e em 2020, Marília Mendonça foi a artista mais ouvida no Brasil, segundo o Spotify, repetindo o feito do ano anterior.

Vale lembrar que Marília foi a única mulher da área a se posicionar contra a candidatura (e em seguida eleição) de Jair Bolsonaro para presidência. Ela fez questão de se pronunciar nas redes sociais nas conflituosas eleições de 2018 sem medo de críticas ou perda de seguidores.

Em recente coletiva de imprensa, o empresário da cantora ainda relembrou que a sertaneja foi uma das primeiras artistas dele a cancelar shows em março de 2020, quando a pandemia de coronavírus foi oficializada. Ela colocou o Brasil para cantar suas modas no auge da aflição de uma crise sanitária com uma singela apresentação de dentro de sua casa para confortar o coração de seus fãs.

Carreira

Último show de Marília Mendonça aconteceu em Sorocaba, no interior de São Paulo (Vídeo: Alan Silva e Weslei Silva)

Marília Mendonça não começou na música como cantora. A artista, que compõe desde os 12 anos, destacou-se com as letras de sofrência muito cedo. O potencial vocal também era notado na igreja e nos bares de Goiânia, onde fazia breves apresentações para amigos e familiares.

Foi em 2015 que Marília resolveu se posicionar, de fato, como cantora. Ela gravou seu primeiro DVD e deslanchou com os sucessos "Sentimento Louco" e "Infiel". De lá para cá, a sertaneja não parou mais.

Em 2016, por exemplo, Marília lançou seu segundo DVD, intitulado de "Realidade". A gravação aconteceu no dia 08 de outubro no Sambódromo de Manaus. A cantora, que começou com uma média de 15 shows por mês, passou a fazer 25.

Conhecida como rainha da sofrência, Marília acumula músicas em trilhas sonoras de novelas e feats com outros artistas grandes, como Anitta. Em 2019, ela deu início ao projeto "Todos os Cantos". A gravação do DVD virou série do Globoplay.

Rainha da sofrência

Marilia Mendonça representou e encorajou mulheres cantando músicas sem esconder o lado ruim dos relacionamentos. Em vários canções, a artista falou sobre os "chifres" que levou ao longo da vida e como superou cada uma dessas fases. Feminista, ela também exaltou o amor próprio e a importância de se sentir bem mesmo estando sozinha.

O título "rainha da sofrência" foi questionado quando Marilia assumiu seu relacionamento com Murilo Huff e engravidou de Léo. Na época, a artista surpreendeu ao comentar a repercussão: "A Marília sofredora sempre foi um personagem. Sempre deixei minha vida amorosa no sigilo”, disse.

Turnê

Recentemente, Marília Mendonça e Maiara e Maraisa fizeram uma parceria. A ideia era que a partir de março de 2022 o projeto "Festival das Patroas", com canções que marcaram suas trajetórias, rodasse o Brasil e até mesmo outros países.

A união ganhou força durante os dois anos em que elas ficaram paradas na pandemia e seria uma continuação em grande estilo da "Festa das Patroas", show que elas apresentaram em 2015 e que por problemas de agenda não deram continuidade.

"Esse é o projeto das nossas vidas. Paramos nossas carreiras para nos dedicar às Patroas", afirmou Marília durante a divulgação no mês de outubro, em São Paulo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos