SC: Jovens encontradas mortas em rio foram vítimas de ex-namorado de uma delas

Criminoso não aceitava o término do relacionamento, segundo a polícia

Jovens foram mortas e encontradas em rio de Santa Catarina - Foto: Reprodução/Redes sociais
Jovens foram mortas e encontradas em rio de Santa Catarina - Foto: Reprodução/Redes sociais

As duas jovens encontradas mortas em um rio da cidade de Araranguá, em Santa Catarina, foram assassinadas pelo ex-namorado de uma delas, com ajuda de um comparsa, segundo informou a Polícia Civil.

Quem são as vítimas

De acordo com informações do portal g1, as vítimas foram identificadas como:

  • Karoline de Souza, de 24 anos

  • Gabriela Rocha, de 21

O criminoso responsável pelos disparos é o ex-namorado de Karoline, que não teve a identidade revelada.

Motivação para o crime

Segundo a Polícia Civil, Karoline foi morta porque seu ex não aceitava o término do relacionamento. Já Gabriela acabou assassinada apenas por ter testemunhado o crime.

Entenda o crime

A dupla foi assassinada na noite do dia 2 de janeiro, quando foram arrancadas da casa onde viviam juntas pelo ex-namorado de Karoline e um comparsa, amarradas e obrigadas a andar por três quilômetros.

Após a caminhada de quase três horas no meio do mato, as jovens foram baleadas.

Prisões dos envolvidos

Depois do crime, um dos envolvidos pediu carona a um amigo, de 27 anos. Este rapaz chegou a ser preso em 12 de janeiro, mas a polícia constatou que ele não havia participado dos assassinatos e o liberou.

No mesmo dia, o ex-namorado de Karoline, responsável pelos disparos fatais, também foi preso em Araranguá. Seis dias depois, seu comparsa foi detido na cidade de Santa Rosa do Sul.

Localização dos corpos

Os corpos de Karoline e Gabriela foram encontrados no dia 5 de janeiro, às margens do Rio dos Anjos, com as mãos amarradas.

As vítimas foram localizadas com auxílio de câmeras de segurança e cães farejadores, que permitiram que os policiais rastreassem parte do caminho que elas fizeram até serem mortas.

Acusações dos criminosos

O inquérito do caso foi encerrado na última sexta-feira (20), e os envolvidos vão responder por sequestro, feminicídio e ocultação de cadáver.