Scholz, Macron e Draghi planeiam visita a Kiev

O chanceler da Alemanha, o presidente de França e o primeiro ministro de Itália estão a planear uma visita conjunta a Kiev, antes da cimeira do G7, no final deste mês. A notícia foi avançada pela imprensa alemã, que cita fontes do governo francês e ucraniano, uma altura em que a Ucrânia espera uma resposta de Bruxelas sobre a adesão do país ao bloco.

A França detém atualmente a presidência semestral do Conselho da União Europeia e a Alemanha detêm a presidência do G7.

Este sábado, depois do encontro com a presidente da Comissão Europeia, Volodymyr Zelenskyy disse que espera uma resposta positiva e que acredita que esta decisão pode reforçar “não só a Ucrânia mas toda a União Europeia”. Para Zelenskyy, “manter os ucranianos fora do bloco funciona contra a Europa".

Em Kiev, Ursula Von Der Lyen disse que a comissão está a "a trabalhar dia e noite" para perceber se a Ucrânia cumpre os critérios para se tornar candidata à União Europeia. O objetivo é ter a avaliação pronta para ser partilhada com os 27 estados membros até ao final da próxima semana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos