Se chegar na final da Copa, Neymar pode se aproximar de recorde de Pelé pela seleção

A camisa 10 do Brasil é a 10 do Pelé, pelo menos por enquanto. O ex-jogador do Santos foi quem mais a vestiu e deu fama ao número — foram 105 vezes (em outras oito partidas, ele usou outros números, inclusive o 13, na estreia). No entanto, outro atleta revelado pelo time paulista pode se aproximar da marca do Rei do futebol. Isso porque se chegar à final da Copa, disputando todos os jogos, Neymar usará a 10 em 97 oportunidades.

Rivaldo, Rivellino e Zico completam o top-5. Os números de Neymar com a camisa 10 só não são maiores pelo fato de jogador ter utilizado a 11 na seleção de 2010 a 2011, já que o número histórico era usado, na maioria das vezes, por Paulo Henrique Ganso.

Sem penser no recorde, Neymar já tem em mente o seu sucessor com a camisa 10 da seleção brasileira: Rodrygo, mais um ex-Santos e hoje no Real Madrid. Em entrevista ao podcast PodPah, o atacante merengue revelou que o craque do PSG já lhe prometeu a camisa quando ele deixar a seleção.

Ao todo, 111 jogadores tiveram a honra de usar a 10 da seleção: 18 antes de Pelé e 92 depois. E os nomes trazem curiosidades. A começar pelo último, Lucas Paquetá, hoje no West Ham, que foi contestado justamente por usar a 10 nos últimos dois amistosos. Nomes que não fizeram história na seleção estão na lista, como o meia Carlos Eduardo, atualmente no Brasiliense, que teve a honra de ser o 100° a usar a 10 do Brasil, quando jogava pelo Rubin Kazan, da Rússia.

O ranking de quem mais usou a 10 da seleção tem Pelé como líder há 58 anos. Em maio de 1962, o Brasil venceu Portugal no Maracanã com gol dele, que chegou ao seu 28° jogo com o número, ultrapassando Didi para nunca mais ser ultrapassado.