'Se eu tivesse me apaixonado por Marlene, teria dito', diz Xuxa em entrevista na Argentina

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A apresentadora Xuxa, 55, está na Argentina e deu uma entrevista à revista Caras do país e falou sobre sua relação com Marlene Mattos, sua antiga empresária.

“Eu nunca soube o que ganhava ou quanto meu show lucrava. Eu fui tão inocente que me roubaram muito”, afirmou Xuxa à publicação.

A apresentadora teve um programa de grande sucesso na Argentina entre 1991 e 1993, “El Show de Xuxa”, que também era transmitido para vários países da América Latina. Sobre o período, Xuxa disse que não sabia quanto ganhava.

Xuxa admitiu que deixava suas contas e cuidados financeiros com Marlene Mattos. “Eu amava muito a Marlene, eu a amava e colocava meu amor e meu respeito por ela na frente de qualquer coisa”, declarou a apresentadora.

Sobre os rumores de que teria uma relação mais íntima com Marlene e não apenas profissional, Xuxa negou com veemência.  “Uma vez disseram que eu abusava das paquitas. Tudo mentira! Eu acho que essas coisas foram ditas porque naquela época, nos anos 90, eu não estava com nenhum homem. E se eu não estava com nenhum homem era porque Marlene não me deixava”, afirmou ela.

“A única coisa que a Marlene queria é que eu focasse 100% no meu trabalho”, disse Xuxa. “Se eu tivesse me apaixonado por Marlene ou outra mulher, eu teria dito , porque teria me expressado através do meu corpo, meu rosto, meus olhos”, replicou a rainha dos baixinhos.

A apresentadora sofreu com a perda do fã Hernan Mondragon, que  morreu na última quarta-feira (19) após vê-la no aeroporto de Buenos Aires e ter um infarto.

MARLENE VIRA CONSULTORA DE CANDIDATO

Atualmente, Marlene assessora o pedetista Marcelo Cândido no debate de candidatos ao governo de São Paulo. Na terça (18), Cândido teve o registro da candidatura negado pelo TRE com base na Lei da Ficha Limpa por ter sido condenado por contratar funcionários sem concurso público, quando era prefeito de Suzano (SP) -ele está recorrendo da decisão e diz que manterá a campanha.

Há anos distanciada de Xuxa, Marlene Mattos passou a assessorar o pedetista atendendo o pedido de Paulo Monteiro, o Mr. Paulão, seu sócio numa produtora artística e amigo de Cândido. “Ele me ligou dizendo que o partido ia lançá-lo ao governo e me pediu ajuda”, disse o empresário. “É uma oportunidade histórica apoiar o primeiro negro à disputar o governo deste estado conservador”, disse.

a