'Se o Flamengo se arrumou, acabou o futebol brasileiro', diz Alexandre Kalil

Ex-presidente do Atlético-MG e atual prefeito de Belo Horizonte (MG), Alexandre Kalil sempre defendeu que o Flamengo dominaria o futebol brasileiro se corrigisse os seus problemas financeiros. Após a temporada vitoriosa do rubro-negro em 2019, onde conquistou o Brasileirão e a Libertadores, o ex-dirigent reafirmou a sua posição. Porém, com ressalvas.

-  Se o Flamengo se arrumou, acabou o futebol brasileiro, porque é uma bola de neve, é uma máquina de fazer dinheiro - opinou Alexandre Kalil, em participação no SportSCenter, da ESPN Brasil, mas prefere esperar mais uam temporada para ver se o rubro-negro atingiu tal status:

- Temos que esperar mais uma temporada. Em 2003, o Cruzeiro, que hoje está na Série B, fez o que o Flamengo fez ano passado. Então temos que ver se isso é cíclico ou se o Flamengo realmente se arrumou - completou o dirigente.

A pervisão de Alexandre Kalil é de 2014, quando o Flamengo estava iniciando o seu processo de reestruturação financeira. Desde aquela época, o ex-presidente do Atlético-MG flava sobre o poder do clube.

"Estão arrumando o Flamengo, e se arrumar não vai ter para ninguém. Se arrumar o Flamengo, acabou o futebol brasileiro!", declarou o mandatário, na época.