Sea-Eye resgata 492 pessoas no Mediterrâneo

Desde o início do ano já cruzaram ilegalmente o Mediterrâneo rumo à Europa mais de 37 mil pessoas e os últimos dias foram particularmente férteis em resgates. No espaço de 48 horas, a tripulação do Sea-Eye, uma organização não-governamental fundada na Alemanha, participou em quatro missões distintas nas costas da Líbia e Tunísia.

As operações permitiram retirar do mar um total de 492 pessoas, transferidas de botes de borracha para bordo do Sea-Eye, onde foram tratadas por desidratação, hipotermia e queimaduras provocadas pela mistura de combustível e água salgada.

O navio procura agora um porto seguro para poder atracar com os 492 migrantes a bordo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos