Sean Bean reclama de cenas de sexo supervisionadas: "Estraga a espontaneidade"

Ator Sean Bean na pré-estreia da oitava temporada da série
Ator Sean Bean na pré-estreia da oitava temporada da série "Game of Thrones" no Radio City Music Hall em abril de 2019 na cidade de Nova York. (Foto: ANGELA WEISS/AFP via Getty Images)

O ator Sean Bean revelou que não gosta de gravar cenas de sexo na presença de coordenadores de intimidade, profissionais que supervisionam os set de filmagens de filmes e séries. Ele declarou em entrevista à "Variety", que a presença dos supervisores "estraga a espontaneidade" do ato.

"Eu me sentiria mais inibido porque chama mais atenção para as coisas", explicou Bean. "Acho que a forma natural como amantes se comportam seria arruinada se alguém transformasse tudo num exercício técnico".

O coordenador é o funcionário responsável por garantir que os atores estejam confortáveis nas cenas de sexo. Ele ajuda artistas a desenvolverem a química entre seus personagens, mas sua principal função é garantir que todos tenham seus limites respeitados durante as gravações dos momentos íntimos.

O intérprete de Ned Stark em "Game of Thrones" também citou a série "Snowpiercer" como exemplo, mencionando a cena de sexo que filmou com a atriz Lena Hall ("Sex and the City – O Filme"): "Acho que cortaram um pedaço. Muitas vezes, o seu melhor trabalho, aquele em que você tenta desafiar os limites e que é naturalmente experimental, é censurado pelas produtoras ou pelos anunciantes".

Sean Bean ainda foi questionado sobre a importância dos coordenadores para garantir o conforto dos atores e alegou: "Acho que depende da atriz. Essa [Lena Hall] já tinha feito cabarés musicais, então ela topava tudo".

A atriz Jameela Jamil, de “The Good Place”, respondeu a declaração do artista defendendo a presença dos supervisores no set. “Deve ser apenas técnico. É como um dublê. Nosso trabalho como atores é fazer com que não pareça técnico. Ninguém quer uma apalpada improvisada”, afirmou.