‘Seca do século’, pior em 111 anos, afeta produção de energia e agropecuária no Brasil

·1 minuto de leitura
Imagem ilustrativa. (Getty Images)
Imagem ilustrativa. (Getty Images)
  • Governo federal está em alerta para o que é a pior seca dos últimos 111 anos no Brasil.

  • Escassez de chuvas deve impactar produção de energia e setor agropecuário.

  • O alerta vale para as cinco estados brasileiros.

O governo federal brasileiro via Ministério de Minas e Energia está em alerta para o que os serviços meteorológicos classificam como “a pior seca dos últimos 111 anos” no Brasil. O alerta para a “seca do século” vale para as cinco estados brasileiros: Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná.

Leia também:

Esses estados se localizam na bacia do rio Paraná, onde há também centros de produção agropecuária e de energia hidrelétrica. As informações são de reportagem do jornal O Estado de S.Paulo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Segundo o texto, a situação é “severa”, alerta inédito em 111 anos de atuação e registro de boletins meteorológicos. Essa seria a maior crise hídrica das últimos décadas.

Ainda de acordo com a reportagem, fenômenos meteorológicos como a La Niña são responsáveis pela alteração no regime de chuvas e escassez das mesmas.

Bolsonaro diz que situação energética 'vai dar dor de cabeça'

Com a seca, os reservatórios das hidrelétricas do Sudeste e Centro-Oeste terminam o período de chuvas com o pior nível desde 2015. Assim, a tendência é que as térmicas, mais caras poluentes, sejam acionadas.

As informações são da Folha de S.Paulo.

O quadro é tão dramático que alguns especialistas apontaram que já poderíamos ter tido um racionamento em 2020 se não fosse a fraca demanda em razão da pandemia.

O presidente Jair Bolsonaro disse a apoiadores no último dia 10 que o problema é sério e que "vai dar dor de cabeça".

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos