Seca no Canadá faz escassear mostarda em França

Conhecida pelo sabor forte e picante, a mostarda de Dijon é um dos produtos alimentares mais conhecidos de França. Nos últimos tempos, tem sido cada vez mais difícil encontrá-la. Isto porque, ao contrário do que muitos pensam, os grãos de mostarda não vêm só da região e são, em grande medida, importados do Canadá, atualmente afetado por uma seca que está a causar uma quebra na produção.

A resposta à crise pode agora vir dos agricultores locais. O cultivo de mostarda na Borgonha tem vindo a crescer e a tendência é para aumentar: "A escassez gerou uma subida dos preços e, graças a isso, conseguimos motivar um certo número de agricultores a semear mostarda. Não é fácil cultivar o grão de mostarda, é complicado, é preciso coragem, porque já houve maus anos", explica Luc Vandermaesen, diretor da empresa "Reine de Dijon" e presidente da associação local de produtores.

Segundo os industriais de mostarda, a escassez vai prolongar-se por mais um mês, mas a situação vai começar a melhorar a partir de outubro, data em que começam a poder utilizar os grãos da colheita local deste ano. Uma prova de que a aposta na produção local acaba sempre por dar frutos.