Secretário da Defesa dos EUA está com covid-19

·1 min de leitura
(Arquivo) O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, em outubro de 2021 (AFP/Kenzo Tribouillard)

O secretário americano da Defesa, Lloyd Austin, informou no domingo (2) que contraiu covid-19, no momento em que a variante ômicron, altamente infecciosa, propaga-se pelos Estados Unidos.

Os sintomas de Austin têm sido "leves". Ele permanecerá em quarentena em casa pelos próximos cinco dias, disse o chefe do Pentágono em um comunicado.

Austin ressaltou que está com o esquema de vacinação completo, incluindo a dose de reforço, o que "fez a infecção ser muito mais leve do que poderia ser".

"As vacinas funcionam e continuarão sendo um requisito médico militar para nossa força de trabalho", lembrou Austin.

"Continuo estimulando todas as pessoas elegíveis para uma dose de reforço a tomá-la", completou.

O secretário disse ainda que seu último contato com o presidente Joe Biden foi em 21 de dezembro, mais de uma semana antes de começar a sentir os primeiros sintomas, e que, naquela manhã, havia testado negativo para o coronavírus.

Segundo o comunicado divulgado, ele permanecerá no cargo e participará, de forma virtual, de reuniões e discussões importantes, "na medida do possível".

Austin é o mais último funcionário do alto escalão do governo americano a contrair covid-19. A secretária de Imprensa de Biden, Jen Psaki, teve em outubro. Recentemente, vários membros do Congresso também anunciaram terem testado positivo para o vírus.

md/bfm/ag/gm/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos