Secretário de Doria pede ajuda a deputados contra fechamento de Museu da Diversidade Sexual

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Jair Bolsonaro
    38.º presidente do Brasil
  • João Doria
    Empresário, jornalista, publicitário e político brasileiro, 37.º Governador de São Paulo
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 13.11.2021 - O secretário de Cultura do governo de São Paulo, Sérgio Sá Leitão. (Foto: Greg Salibian/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 13.11.2021 - O secretário de Cultura do governo de São Paulo, Sérgio Sá Leitão. (Foto: Greg Salibian/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O secretário de Cultura do governo de São Paulo, Sérgio Sá Leitão, pediu apoio a deputados estaduais para evitar o fechamento do Museu da Diversidade Sexual.

O apelo foi feito em reunião do secretariado do governo de João Doria (PSDB) na segunda (20).

Criado em 2012 para garantir a preservação do patrimônio cultural da comunidade LGBTQI+, o espaço entrou na mira de bolsonaristas.

O deputado Gil Diniz (sem partido), apoiador do presidente Jair Bolsonaro, apresentou um projeto legislativo que, caso aprovado, extinguiria o espaço localizado na região central da capital paulista.

Ao Painel, da Folha de S.Paulo o secretário disse que a tentativa dos bolsonaristas vem no momento em que o governo investe cerca de R$ 40 milhões na expansão do espaço e de outros dois museus, o das Favelas e o das Culturas Indígenas.

"Fiz um apelo aos deputados e deputadas responsáveis e democratas da Alesp que não deixem essa aberração prosperar. São Paulo é e deve continuar sendo um estado que respeita e fortalece a diversidade, a cidadania e a inclusão", afirmou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos