Secretário de Estado dos EUA defende saída do Afeganistão em audiência no Congresso

·1 minuto de leitura
Secretário de Estado dos EUA defende saída do Afeganistão em audiência no Congresso

Por Patricia Zengerle e Humeyra Pamuk

WASHINGTON (Reuters) - O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, rebateu as críticas direcionadas à retirada das tropas norte-americanas do Afeganistão em uma audiência acalorada no Congresso, nesta segunda-feira, em que pelo menos um republicano pediu sua renúncia.

Em discussões com parlamentares, Blinken defendeu a decisão do presidente Joe Biden de sair do Afeganistão e contestou as acusações de que o Departamento de Estado poderia ter feito mais para ajudar norte-americanos e afegãos em risco a saírem, culpando o governo anterior pela falta de um plano.

Blinken apontou repetidamente que o ex-presidente republicano Donald Trump havia negociado o acordo de retirada com o Taliban, e disse que o governo do presidente Joe Biden não considerou renegociar por conta das ameaças do grupo de retomar o assassinato de norte-americanos.

"Não há evidências de que ficar lá por mais tempo teria feito as forças de segurança afegãs, ou o governo afegão, mais resilientes ou mais auto-sustentado", disse Blinken.

"Nós herdamos um prazo final. Não herdamos um plano", disse Blinken, em referência ao plano do governo Trump de retirar todas as forças norte-americanas do Afeganistão até o dia primeiro de maio.

Blinken apareceu nesta segunda-feira diante do Comitê de Assuntos Internacionais da Câmara dos Deputados, sendo a primeira autoridade do governo Biden a depor publicamente a parlamentares desde que o grupo militante islâmico retomou o Afeganistão.

(Reportagem de Patricia Zengerle, Humeyra Pamuk e Doina Chiacu; reportagem adicional de Idrees Ali)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos