Secretário de Estado dos EUA diz que Ocidente precisa cooperar mais do que nunca

Robin Emmott
·1 minuto de leitura
Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken

Por Robin Emmott

BRUXELAS (Reuters) - O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, disse nesta quinta-feira que a cooperação entre aliados é mais importante do que em qualquer momento da história recente e que as relações com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e a União Europeia serão cruciais para a superação de desafios.

Falando no último dia de sua visita de três dias a Bruxelas, Blinken continuou o que muitas autoridades europeias qualificaram como uma operação de sedução para reconquistar o apoio de aliados postos de lado durante os quatro anos ásperos do governo de Donald Trump, o antecessor do presidente Joe Biden.

"Vim aqui com um foco em particular em mente, que era deixar clara a determinação dos Estados Unidos de revitalizar nossas alianças e parcerias", disse Blinken ao lado da ministra das Relações Exteriores belga, Sophie Wilmes.

Mais tarde, ele disse a diplomatas em Bruxelas que quer consertar e "modernizar" os relacionamentos para se concentrar em novos desafios, que ele listou como a ascensão da China, a Covid-19, a mudança climática, uma Rússia mais assertiva e a manutenção de uma superioridade tecnológica sobre os rivais.

Na quarta-feira, o secretário obteve o apoio da UE para um plano dos EUA para confrontar o poder chinês por meio de um diálogo formal que Pequim esperava evitar, elogiando autoridades do bloco que Trump tentou minar ativamente.

"Um princípio básico do governo Biden-Harris é consultar nossos amigos, com antecedência e com frequência", afirmou Blinken.